15 de janeiro de 2019

RELIGIÃO GLOBALIZADA

É hora de começar mais um ano. Com alguma esperança? Acho que sim, mesmo que não seja fácil. Os globalitários não se conformam de terem registrado alguns insucessos. Enquanto isto os Senhores da Guerra olham orgulhosos  para o novo armamento, de que dispõe. Os premonitores de carreira fazem as costumeiras advertências para este 2019 e este seu blogueiro vai comemorar o início de mais um decênio. Os últimos dois foram dedicados ao trabalho que vem fazendo. Inicialmente lançando o livrinho “...e a Guerra Continua”; depois com o blog 2a.guerra.zip.net, censurado e removido pelo provedor UOL em agosto de 2010 e, desde então aqui no blogger. Todas as postagens até 1/2015 foram reunidas em mais quatro livros, disponíveis na Livraria do Chain, Curitiba.

Mas desculpem, estou divagando. Eu queria mesmo é  falar sobre RELIGIÃO. Fui batizado como evangélico protestante, portanto CRISTÃO. Não sou praticante. Estaria melhor situado entre os seguidores do antigo Bispo Arius. Para mim religião é um modo de ser, sentir, agir, que incorporamos junto ao leite materno. Isso fica com a gente, mesmo que passemos a ser agnósticos, ou até mudemos de confissão. É o que penso, posso estar errado.

Agora, o que não posso conceber, nem imaginar, é ver religião sendo tratada como como se fosse empresa. Ela não pode ser negociável, ter ações que mudam de dono. Participações, um tem 20 outro 80%?  Não dá, não concordam? Então como é que cada vez mais está se falando numa tal religião “judaico-cristã”?    . Recentemente a expressão foi usada até mesmo em importante discurso transmitido para todo o país. Existem grandes diferenças entre as duas, mesmo que ambas usem a Bíblia como referência.  Não é aqui o lugar para tratar destas diferenças, entretanto, é com certeza que dá para dizer que as duas confissões não cabem sobre o mesmo teto. Deve ser mais fácil juntar o Judaísmo ao Islã do que ao credo cristão.

 O que realmente está por trás de tudo isto é a NOVA ORDEM MUNDIAL, planejada de longa data e organizada pelos globalizadores. Nos seus planos só existe UMA religião. Tudo começou na segunda metade do século passado, depois de definidos os resultados da II Guerra Mundial. Levantaram-se vozes que culparam o Vaticano de não ter assumido um posicionamento mais definido. Ainda fazia parte da liturgia da Sexta-Feira Santa a seguinte oração: “Onipotente e sempre eterno Deus, que não excluas da Tua Misericórdia nem os pérfidos judeus: ouça os rogos que dirigimos pela cegueira daquele povo, para que, reconhecendo a luz da Tua Verdade, que é Jesus Cristo, saiam de suas sombras pelo mesmo Deus e Nosso Senhor.”

Aí veio o CONCÍLIO VATICANO II em 1962, convocado pelo Papa João XXIII. Lamento que hoje nos falte o companheiro Alfredo Braga, de tão saudosa memória. Tinha ele feito estudos esclarecedores sobre essa convenção e seus bastidores. Nestes agiram luminares, infiltrados desde longa data, que conseguiram uma mudança radical na posição da Igreja. Depois de dois mil anos, numerosos concílios e encíclicas papais, vem a ENCÍCLICA NOSTRA AETATES, promulgada ao final do Concílio pelo Papa PauloVI, que muda tudo. Agora é “paz e amor, somos todos irmãos”. Ali deu-se a primeira marretada na destruição da Igreja CRISTÃ. Era preciso começar pela Católica, a mais estruturada, as evangélicas seguiriam automaticamente, se é que até não se anteciparam.
Segue o famoso Papa João Paulo II. Em sua visita à sinagoga de Roma em 13 de abril de 1986, ele condenou severamente as atitudes anteriores da Igreja, ignorando as razões doutrinais que lhes deram origem (Atila Sinke Guimarães). Seu sucessor BentoXVI seguiu o exemplo, visitando sinagogas e se desculpando pelo que fora.

Finalmente temos atualmente um segundo Papa, o Francisco,  o quarto desde o Concílio Vaticano II na mesma linha de pensamento. Este Francisco além de declarar abertamente: “Globalismo é bom” (não diz por quê). Francisco está operando descaradamente no desmantelamento da própria igreja que preside, apresentando-se continuamente na televisão, falando de pedofilia e da degeneração moral que tomou conta do seu clero. Quem vai confiar numa igreja destas. Será que não aprendeu que, se existe roupa suja, a gente a lava em casa.

Diria que estão deixando cair a máscara. Pode ser bom… Pode ser que comece a abrir os olhos de muita gente.

26 comentários:

  1. Bom dia Sr. Toedter. Recomendo que leia meu artigo abaixo, pois é pertinente ao conteúdo deste teu artigo, muito em boa hora.

    Cristianismo – uma ruptura total ou parcial com o judaísmo? - Por Mykel Alexander

    https://worldtraditionalfront.blogspot.com/2018/12/cristianismo-uma-ruptura-total-ou.html

    Também fiquei alegre de vê-lo lembrando do bispo Arius, do qual irei em breve postar um artigo da autoria de Rainer Daehnhardt.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela lição. É um tema em que sou mais que necessitado. E os Khazares?

      Excluir
    2. Tem muito que aprender e resume-se a tao pouco.lol nao houve corte nenhum com o judaismo nem parcial nem total,mas sim uma emancipacao, expliquemos, no concílio de jerusalém, no ano 52, marca o primeiro acto de independência da nova Igreja crista em relação à lei judaica. sob o impulso de paulo antes saulo, que teve que argumentar contra os outros apostolos e por ele ser o apostolo dos "cristãos-gentios" defendia que estes fossem dispensados de certas exigências da lei judaica para serem aceites como conversos, como a circuncisão, que era a questao que se punha, para pertencer a nova religiao seria necessario a circuncisao???, ja que cristo nunca disse que a lei judaica nao era para cumprir, por isso a querela.paulo demonstrou que para o pensamento de cristo bastava a fe para se chegar a conversao e salvacao e havia gentios crentes e nao circuncidados, e esta posicao de paulo saiu vitoriosa e o cristianismo universaliza-se. Foi com paulo que a igreja universal comecou, emancipou-se do judaismo que era uma religiao nacional, mas nao cortou nada com a sua origem judaica monoteista.isso nem se equaciona sequer quem faz isso divaga muito e desconhece as questoes teologicas essenciais, mas a partir daqui sim divergem de vez os caminhos de cristãos e judeus. vão ser precisos vinte séculos e inúmeras perseguições para que voltem a aproximar-se.com o ecumenismo saido do concilio vaticano II, e as visitas de papas a terra onde andou jesus. De facto muito que aprender, e nao se aprende no leite materno.kkkkkkkkk

      Excluir
    3. O Reino dos (judeus) Khazares, parte I
      https://thoth3126.com.br/o-reino-dos-khazares-parte-i/
      ===========================================
      O Reino dos (judeus) Khazares, parte II final
      https://thoth3126.com.br/o-reino-dos-khazares-parte-ii-final/

      Excluir
    4. "[...] vão ser precisos vinte séculos e inúmeras perseguições para que voltem a aproximar-se.com o ecumenismo saido do concilio vaticano II, [...]"

      Levanta-se a questão:

      Das mais de 100 expulsões que recairão sobre os judeus, muitas, maioria das registradas, no mundo cristão. Alguma ou algumas tiveram os judeus a culpa segundo o parecer dos núcleos judaicos e autoridades judaicas?

      Ou todas as vezes os judeus foram injustamente expulsos?

      Excluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Porque está se falando cada vez mais numa tal religião "judaica-cristá"? Deve ser porque lá na Praça do Vaticano existe um monumento onde se pode ler em Latim: VICIT LEO de TRIBU JUDA! Traduzido seria: O LEÃO da TRIBO de JUDA VENCEU! Temos aqui um racismo ou racialismo talmudista jogado na cara de todos os cristãos que foram vencidos pelos judeus! Uma vergonha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah sim o que coisa mas que racialismo tao especifico.lol

      Caramba nao vale ser ignorante neeee, diz a lenda que santo antonio que uns dizem de lisboa e outros de padua deu uma oracao a uma pobre mulher que procurava ajuda contra as tentacoes do demo, o papa sisto V, papa franciscano, como o nosso francisco mandou esculpir a oracao chamada tambem de “bencao de santo antonio” na base do obelisco que mandou erigir na praça de s. pedro, em roma, isto de franciscanos kkkkkkk. eis a oracao cujo valor vem das suas raizes biblicas

      "Eis aqui a cruz do Senhor; fugi, potências Inimigas! Venceu o Leão da tribo de Judá, a Raiz de Davi. Aleluia! Alelula!”

      Bencao de santo antonio

      A pequena oracao tem todo o sabor de um pequeno exorcismo que acalmou psicologicamente a pobre mulher sentindo-se curada das tentacoes do demo, o curioso e que nos depois de a sabermos recitar podemos usá-la recitando-a para nos ajudar a superar as tentações que se nos apresentam para sermos racistas. Kkkkkkkkkk

      Apocalipse 5:5

      "E disse-me um dos anciãos: Não chores; eis aqui o Leão da tribo de Judá, a raiz de Davi, que venceu, para abrir o livro e desatar"

      Excluir
    2. Sou católico e tenho bons colegas judeus,acredite. Mas vou aqui de novo, direto nos finalmente: Ou eles dão um sossega nos George Soros da turminha, ou os careca dão um sacode na turma toda.

      Excluir
  4. Conselheiro ACÁCIO - O PSL E A TECNOLOGIA CHINESA DE CONTROLE POPULACIONAL:
    https://www.youtube.com/watch?v=1DWq_JMpUig ... terrível!

    Cobalto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cobalto, colabore! Não gosto de excluir os seus comentários, mas, veja, aqui o tema é outro.

      Excluir
  5. "O cristianismo, no seu verdadeiro significado, destrói o Estado." - Lev Tolstoi (1828 - 1910)

    O ódio cego que as elites judaicas tiveram contra Roma é antigo e advém pelo menos desde o tempo da Primeira Guerra Judaico-Romana (66 d.C. - 73 d.C.), quando os romanos saquearam e destruíram Jerusalém e o Segundo Templo. As elites judaicas, como é óbvio, não esqueceram isto e juraram vingança. O Cristianismo, como um autêntico veneno mortífero, foi-se espalhando e corroendo a moral do Império de dentro para fora. Por fim, lá tiveram um golpe tremendo de sorte quando conseguiram manipular o Imperador Constantino no sentido de passar a professar o Cristianismo. Cristianismo no Império Romano, coincide exatamente com o início do declínio do mesmo. À medida que o Cristianismo se foi espalhando dentro do Império, o mesmo começou gradualmente a apodrecer por dentro e a perder força. O Cristianismo minou a moral romana, tendo subvertido e destruído o Império de dentro para fora. Essa prova se encontra no famoso obelisco no centro da Praça de São Pedro e onde está escrito para que todos possam ver: "Vicit Leo de Tribu Juda", ou seja, "O Leão da Tribo de Judá Venceu". Isto caros leitores, é o que está gravado num obelisco (símbolo maçónico...) em plena praça de São Pedro, no coração do Vaticano, ou seja, de Roma!

    Fonte:Link:www.unrv.com/empire/roman-population.php

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah apesar de insistir na mentira, foi um papa que na epoca pensava proteger o vaticano e colocou a oracao do exorcismo tirada da biblia,do livro apocalipse nao tem nada a ver com judeus inspirada por santo antonio, nao lhe valeu muito pois a vaticano chegou a ser invadido e o papa feito prisioneiro,kkkkkkkk mas ja estamos a falar das guerras romano judaicas da religiao catolica que desagregou o imperio,que por curiosidade foi ela que depois contribuiu para a europa ser o que foi, mas as tribos barbaras e as lutas dos romanos contra elas a ocidente isso sao sonhos,kkkkkkkkkk

      Excluir
  6. Sem dúvida, a mentira dos judeus mais bem sucedida de todos os tempos foi a invenção do cristianismo e originalmente a venda deste credo destrutivo para seus inimigos mortais, os romanos! O Jesus e Marx, são na verdade dois judeus internacionalistas. kkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir

  7. Tenho uma curiosidade, nao e bem porque sei a resposta, so nao tem confirmacao do que sei

    Qual tera sido o sentimento do velho nazi quando viu o papa joao paulo II a visitar cuba e fidel castro,kkkkkkkk que tinham sido dois inimigos figadais do nazismo???, o papa lutou mesmo, e o comunismo e uma ideologia fiel inimiga do nazismo, embora o fidel ainda nao fosse nada a epoca, e depois de joao paulo II ter contribuido para a queda do imperio sovietico,ui ui ui devia ser explosivo. Ou seja marx e jesus encontraram-se kkkkkkk. E o papa convence fidel a festejar o natal e.....

    "Que Cuba se abra ao mundo e que o mundo se abra a Cuba."

    (Joao Paulo II)

    Mensagem de futuro, sera cumprida? de certeza absoluta, mais tarde ou mais cedo nunca se podera subjugar a natureza humana para sempre.kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  8. Vcs tinham que estudar mais física, para entender o que é realmente uma ciranda de fé judauco-cristã;Os passos da ciência e do esclarecimento sempre foram partilhados. Até muçulmanos tiveram que baixar o penacho para o trem do progresso passar.

    ResponderExcluir
  9. Herr Toedter: A verdade está com quem sabe e pode construir , e por no lugar, a bomba atômica . Nada mais.

    ResponderExcluir
  10. Parafraseando Goethe : Disuasão com bomba atômica,e o resto é firula e fumaça😆

    ResponderExcluir
  11. Herr Toedter: A verdade está com quem sabe e pode construir , e por no lugar, a bomba atômica . Nada mais.

    ResponderExcluir
  12. O comunismo é filho ilegítimo do cristianismo. Ambos são invenções judeus! Então não é nenhuma enigma a paixão e a relação amigável entre a Igreja católica, o Internacionalismo comunista e o judaísmo em nossos tempos. Todos os três têm a mesma ideia em comum: Odeiam os povos e os países pelo fato que o mundo e feito por Nações separadas, cada Nação no seu território, na sua terra, no seu País, por isso que o traidor “papa” comuno-polaco globalista João Paulo se encontrou com o comunista Castro e a igreja protege o seu camarada comunista-judeu-globalista!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Existe muita confusão nos termos utilizados. Parte da confusão é intencional e parte é erros de desgaste com do tempo na memória dos povos.

      Recomendo esse título aqui:

      'As Origens do Comunismo Judaicas Cristãs Gregas Latinas'
      de Gérard Walter

      Trata-se da vida em comunidades mais fechadas, desde mosteiros cristãos, passando pela cidade-Estado de Esparta, indo até as casernas dos guardiões de Platão. São muito variadas as concepções.

      Também nessa linha é recomendado ler Otto Von Gierke, 'Community in Historical Perspective' (disponível no archive.org).

      Por outro lado o marxismo é uma deturpação disso, por isso é necessário colocar comunismo-MARXISTA

      Há também as investigações em relação ao socialismo, na mesma linha das obras anteriores, do socialismo não sendo sociedades fechadas, mas com participação maior em deveres e direitos.

      Excluir
  13. "Fui batizado como evangélico protestante, portanto CRISTÃO"

    Atencao, cristao protestante porque ha muitos cristaos que nao evangelicos protestantes, o senhor na terminologia vulgar dos catolicos romanos e PROTESTANTE, pode acrescentar o cristao, Nada de perjorativo nisso, so se deve ser objectivo, porque me faz lembrar uma viagem pela europa do norte, dinamarca suecia etc etc, e vendo num desses paises uma grande catedral onde estava a chegar o "paroco", tentei perguntar umas informacoes julgando estar num meio catolico, mas a resposta foi mais ou menos, aqui a igreja nao e como no teu pais, e esta hein, reinos dos ceus ha muitos cada qual que escolha o seu.kkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  14. Existe confusão, mas a Própria Encyclopedia Judaica diz que o Comunismo é Judeu! A Encyclopedia Judaica (Socialismo, p. 418) Comunismo se tornou uma causa Judaica conforme:Muitos Judeus por todo o mundo julgavam o conceito Soviético da solução à "questão Judaica" como uma aproximação ao Comunismo e apoio da União Soviética, desta forma parecia a muitos Judeus ser a única alternativa, e tendências Comunistas se tornaram dispersas em virtualmente todas as comunidades Judaicas. Em muitos países, os Judeus se tornaram o principal elemento nos partidos legais e ilegais Comunistas e em alguns casos eram mesmo instruídos pelo Comunismo internacional para mudar seus sonoros nomes judeus e posar como não-judeus, a fim de não confirmar a propaganda de direita que apresentava o Comunismo como uma conspiração estrangeira Judaica. (pg. 792).Comunismo: ¬ Uma Herança Judaica; De um total de 502 cargos de primeira linha na organização e direção da Revolução comunista da Rússia na direção do Estado Soviético durante seus primeiros anos de existência, nada menos que 459 postos eram ocupados por judeus!


    ResponderExcluir
  15. Não tem mais jeito não o mundo pertence aos Judeus...infelizmente.
    A unica religião no mundo que podia fazer frente a Eles era o catolicismo antes do concilio vaticano II.

    O islã também é uma invenção judaica e no fundo eles se dão muito bem são irmão afinal quem financia a destruição da Europa e do homem Branco através do Islã são os judeus e por isso que sou perseguido no site do inacreditável por ser contra o Islã e eles acharem que o Islã é bom a velha historia o inimigo do meu inimigo e meu amigo, isso para min não cola.

    ResponderExcluir
  16. Não é mais possível ser a favor do Islã em nenhum aspecto que se queira analisar. A criatura besta fera ainda vai destruir seu criador que, ingenuamente, pensa que a domina e controla.

    ResponderExcluir
  17. "Gruesome Harvest: The Allied Attempt To Exterminate Germany After 1945" by Ralph Franklin Keeling

    Publication date 1947
    Topics World War II, Allied War Crimes, Genocide, genealogy

    On May 8, 1945 the shooting ended in Europe. But, shockingly, the war against Germany went on. Roosevelt, Stalin and Churchill had decreed that the German people must suffer-and suffer they did. Driven from their homes, looted of their property, decimated by famine and disease, raped, robbed, and enslaved, millions of Germans-most of them women and children-bore the brunt of what Time magazine called "history's most terrifying peace". Gruesome Harvest was one of the first books in America to sound the alarm against the victor's postwar war against the Germans. Bristling with contemporary documentation, burning with humanitarian and patriotic outrage, this informed, riveting classic dares to tell the shameful story of how American and Allied policy makers undertook the political, economic, and social destruction of the German people even as they presumed to instruct them in "justice" and "democracy."

    https://ia600400.us.archive.org/7/items/GruesomeHarvestTheAlliedAttemptToExterminateGermanyAfter1945/Gruesome%20Harvest%20The%20Allied%20Attempt%20To%20Exterminate%20Germany%20After%201945.pdf

    ResponderExcluir

Escreva aqui o SEU pensamento sobre o assunto abordado pela postagem. É dispensável repetir o que já é de domínio público. A indicação de links deve ser acompanhada de breve descrição do conteúdo. Mensagens anônimas, agressões e baixarias NÃO SERÃO PUBLICADAS