12 de setembro de 2018

TAVISTOCK - Continuação


Este ferino instituto, que a toda hora vem interferindo em nossas vidas, faz parte da organização que pretende instalar a Nova Ordem Mundial neste planeta, o Comitê dos 300:
Podemos ver que o TAVISTOCK ocupa posição estratégica.
A propósito, o leitor Marco Antonio, em seu comentário à matéria da semana passada, nos informa que saiu agora edição em português desta obra do intrépido, indomável escritor DANIEL ESTULIN.

Façamos votos de que logo esteja à disposição também aqui no nosso país.
Outro escritor famoso, EDWARD BERNAYS, trabalhou do lado de lá. Como já vimos, pertenceu ao núcleo que estruturou o instituto. Era sobrinho de Sigmund Freud, que depois de 1938 também acabou no staff da organização. Muitos publicitários fizeram do livro PROPAGANDA de Edward Bernays o seu livro de cabeceira. Vejamos um trecho deste livro:
A manipulação consciente e inteligente dos costumes, dos comportamentos e das opiniões das massas é um elemento importante numa sociedade democrática. Aqueles que manipulam estes mecanismos imperceptíveis introduzem um governo invisível e este é o verdadeiro, dominante poder do país.
Nós somos governados, nossa consciência é modelada, nossos gostos são produzidos, nossas ideias criadas – em sua maior parte por homens dos quais nunca ouvimos falar. - Nossos governantes, em muitos casos desconhecem a identidade dos seus companheiros do Conselho Ministerial. (…) Enquanto a civilização vem se tornando mais complexa e a necessidade de um governo oculto se mostrar cada vez mais premente, foram sendo inventados e desenvolvidos os recursos técnicos, através dos quais as opiniões puderam ser disciplinadas e regulamentadas. As gráficas e a imprensa, o telefone, o telégrafo, o rádio e o avião, permitem que as ideias sejam rapidamente propagadas e isso até pela América inteira.
A comunicação em massa, possibilitada depois pela televisão, proporcionou ao manipuladores meios de controle social, nunca dantes sonhados (H.G.Wells). A rede de institutos de pesquisa de opinião que começou a ser criada depois da primeira guerra mundial também passou a ter uma importância significativa.
Patrono de tudo isto, o Comitê dos 300, planeja e ordena suas estratégias a longo prazo. Controla 400 dos 500 maiores cartéis do mundo. Nenhum candidato (exceto Rússia e China) é eleito sem o seu beneplácito e, sem a ajuda do comitê, não chega ao fim do seu mandato. Acredito que não seja um despropósito querer perguntar, se eles têm um favorito para as próximas eleições no Brasil.

Mais um pouco sobre o tema na próxima edição.

4 de setembro de 2018

TAVISTOCK - Cozinha do Diabo


Não, não foi o nosso Ministério da Educação e Cultura, o MEC, quem inventou o “Kit Gay”. Os autores, os que tiveram a ideia, foram outros. Nem são daqui. São os mesmos do “Gender Mainstream’, da Identidade de Gêneros, Violência contra Mulher, dos supremacistas e outros tantos bordões e movimentos, todos com objetivos escusos, os quais perseguem, pretendendo moldar o pensamento das pessoas e a orientação das sociedades. Sugiro que se preste muita atenção à declaração que transcrevo a seguir e que tem um alcance maior do que parece à primeira vista.

Propagando pseudo-atrocidades nos ganhamos a guerra… e é agora que vamos começar com isso de verdade!” - Palavras de Sefton Delmer, ex-propagandista chefe britânico, ditas ao especialista em direito internacional alemão Prof. Grimm, após a rendição alemã em 1945. E Delmer continua: “Vamos prosseguir com essa propaganda aterradora, vamos incrementá-la até que ninguém mais aceite uma boa palavra desses alemães, até que acabe toda simpatia que porventura ainda tenham em outros países e que eles próprios sejam tão confundidos, que não saibam mais o que fazer. Quando isso for alcançado, quando eles começarem a sujar seu próprio ninho, não contra sua vontade, mas solícitos e dispostos a agradar os vencedores, só então a vitória estará completada. Nunca será definitivo, A reeducação precisa ser cultivada cuidadosamente, como gramado inglês. Bastará um momento de negligência, Para que a inerradicável erva daninha da verdade histórica volte a romper à superfície.

Mais importante que fabricar bombas, tanques, foguetes - toda aquela tralha - é FABRICAR OPINIÃO. Para tanto não basta só divulgar um conceito. É preciso que o público-alvo deixe de se dar ao trabalho de desenvolver sua opinião própria. Há que distraí-lo, não deixar que pense, que leia, que se instrua. O livro perdeu mercado para o computador e este para a drogazinha do smart. Dá para estudar pelo smart?

COMEÇOU HÀ MAIS DE CEM ANOS
Em 1913 foi instalada na Wellington House em Londres uma organização com uma incumbência inusitada. Ela tinha que criar e propagar receitas publicitárias, que tivessem por objetivo fazer com que a população britânica desenvolvesse uma OPINIÃO PÚBLICA favorável a uma declaração de guerra contra a Alemanha. A direção foi entregue aos lordes Rothmere e Northcliff e o financiamento inicial foi assumido pela Casa Real, passando mais tarde aos Rothschilds, que, por casamento, tinham parentesco com os Northcliffs.

O público-alvo foi logo estendido também aos norte-americanos, onde os responsáveis passaram a ser Walter Lippmann e Edward Bernays, enquanto Toynbee cuidava dos ingleses.

A Wellington House acabou provando que era capaz de realizar um endoutrinamento em massa, vulgarmente chamado de “lavagem cerebral”. Influenciou assim decisivamente os destinos de Alemanha, Inglaterra e Estados Unidos. Em 1921, portanto logo após a primeira e antes da segunda guerra mundial, foi transformada em TAVISTOCK INSTITUTE OF HUMAN RELATIONS.

Em 1937 o COMITÊ DOS 300 (já foi assunto deste blog em 17 em 29 de maio de 2017 e pode ser acessado) incumbiu o TAVISTOCK INSTITUTE de desenvolver estratégias para criação de uma NOVA ORDEM MUNDIAL sob um governo único. O financiamento coube à Família Real inglesa, aos Rothschilds, ao Milner Group e às fundações Rockefeller.

Certamente já é possível constatar, que “há muito mais por trás do que se noticia, mais do que supõe a vã filosofia”. Mais sobre TAVISTOCK na próxima edição. Enquanto isso PASSE ADIANTE, COMPARTILHE!