11 de novembro de 2016

TRUMP - A DIREITA NO COMANDO!


E AGORA JOSÉ? Um silêncio tonitruante percorre as colunas dos comentaristas políticos do mundo ocidental. Justo aquele, que eles depreciaram presunçosamente como representante da extrema direita, veio ser eleito comandante da mais poderosa nação do globo terrestre. Parece que o eleitor americano acordou. Sentiu que o plano tétrico da gangue dos 68tenteiros estava nos levando a um gigantesco atentado à integridade da espécie humana. Muitos governos, que competiam em servilismo e puxa-saquismo em relação ao sistema dominante, mostram-se chocados. Ouve-se a estupefata pergunta: E agora?

Está se prevendo que venha a haver fundamentais mudanças nas relações geopolíticas, só comparáveis às de 1945. O fim da guerra fria, ocorrido com a dissolução da União Soviética, apenas substituiu um comunismo brutal por outro liberal. Esta eleição americana agora pode ter dinamizado a contrarrevolução conservadora, que estava dando tímidos sinais na Europa. A simples criação do partido AfD da Frauke Petry na Alemanha, ou o Front Nationale da Marie le Pen na França poderiam ser um começo, mas prenunciavam um longo e árduo caminho, sem inspirar grandes esperanças

Trump foi claro, fazendo restrições à OTAN, instando os países europeus e investir mais em segurança própria. Também criticou severamente a política povicida adotada pela Merkel. Ele deixou claro que o objetivo não é destruir. Nada se ganha, nada se acrescenta com a implementação do plano COUDENHOUVE-KALERGI. Trump quer reverter a globalização, o esquema de domínio mundial. Considera um absurdo manter quase mil bases militares mundo afora.

Há de se dizer que o homem é por demais pretensioso, que mexe com um enxame de perigosas abelhas, que vai acabar igual a JOHN F. KENNEDY. Evidentemente deve ter pensado nisto. Também é de se considerar que não só conquistou a presidência, mas também levou o seu partido republicano ao domínio no Senado e no Legislativo estado-unidense. Ainda tem a chance de ter maioria no tribunal supremo.

Last but not least é de se esperar que existam nos quadros judaicos grupos influentes que não comungam com a posição da tríade Wallstreet – Hollywood – Silicon Valley. Trump deve contar com algum apoio também desta área. Sua filha adorada Ivanka é casada com judeu dono de um império midiático.

Finalizando respondo a pergunta inicial, dizendo que faço ingentes votos de que Trump possa corresponder às esperanças que milhões de seres humanos, não só lá na sua terra, mas no mundo todo, depositam na sua gestão. Que consiga fazer a sua parte para salvar a nossa terra da ameaça que paira sobre ela.

Toedter

22 comentários:

  1. Nao, nada disso, por acaso a extrema direita colou-se e ele, o ku klux klan, david duke e restantes neonazis, mas ele enxotou logo que viu que isso era perigoso para o seu negocio. como ter uma universidade com o seu nome onde pretensamente se aprenderia as suas regras para o sucesso e os candidatos foram parar a um reality show agora em tribunal. trump,e um fenomeno da america como foi um ronald reagan, ou um george bush junior ou um obama, ou seja onde e possivel chegar ao poder sem grandes qualidades ou competencias seja por dinheiro ou multiplas influencias, fazendo lembrar na europa o caso mais parecido com a italia do berlusconi. este ate mudou as leis para nao poder ser incriminado

    Mas ganhou alguem que nao respeita os minimos valores eticos morais que ofende todas as minorias e fala das mulheres como fala alguem inculto, eu tinha vergonha de proferir frases que ele proferiu, um gestor de odios, mas se calhar a america que nunca enfrentou uma ditadura tenha que tomar o seu remedio, embora isso nao aconteca como muitos vaticinam porque ele trump entrou numa estrutura e com isso tendo mais poder nao e ilimitado nem absoluto como por exemplo l, etat c est moi, ou bien la loi c est moi. clinton ganhou nos estados cuja populaçao tem mais escolaridade, e trump ganhou nos estados com mais baixa escolaridade, ou seja ganhou o mais rude, mais baixo, mais basico, menos educado e com menos escolaridade. por isso, isto nos estados unidos, estes show man so se combatem com mais escolaridade. na europa um dumping trump jamais teria lugar agora, mas teve um predecessor, berlusconi, as pessoas sao cultas e adultas por isso poem os fenomenos de show man no devido lugar e um pai le pen ou uma filha nao tem hipoteses, assim como qualquer grupo de extrema direita, mas isso e a europa culta adulta e vacinada. vai ser giro ver o trump relacionar-se com os lideres de outros estados e cumprir as suas promessas quando descobrir o que conta, o seu querer e perceber que esta enquadrado numa estrutura como todos os outros e entre o querer e poder fazer vai um mundo de diferenças, a nao ser que decida vergar os outros a sua vontade. vai ser giro, por exemplo ele cumprir o que denunciou, em relaçao a china os acordos comerciais quando a china tem mais de metade da divida americana nas maos, prometer um new deal que mais parece o roosevelt dos anos trinta sem cobrar mais impostos uma pessoa que fugiu aos impostos, vai ser giro ver um pais onde as massas mais pobres votaram no capitalismo puro e duro, um paradoxo digno de ver.

    ResponderExcluir
  2. ja agora o anjo do mal era outro mas nao se choquem, e a vida

    https://www.youtube.com/watch?v=EX1wR2v8zOs&feature=youtu.be


    "Presidente Eleito Trump, meu amigo, Parabéns por ser eleito presidente dos Estados Unidos da América. Você é um grande amigo de Israel. Ao longo dos anos, você já expressou seu apoio de forma consistente, e agradeço profundamente. Estou ansioso para trabalhar com você para avançar a segurança, prosperidade e paz. Israel é grato para o amplo apoio que goza entre o povo americano, e estou confiante de que nós os dois, trabalhando juntos, vai trazer a grande aliança entre os dois países a glórias ainda maiores.
    Que Deus abençoe a América. Que Deus abençoe a Israel.
    Que Deus abençoe nossa aliança." (Primeiro ministro de Israel)

    ResponderExcluir
  3. so mais um esclarecimento para tudo ser mais clarinho, clinton teve mais votos directos dos eleitores e mais percentagem eleitoral, o que significa que se fosse na europa onde quem elege sao os eleitores e nao um colegio eleitoral, trump tinha perdido.por isso estes fenomenos sao tipicamente americanos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sr. Anonimo,
      Se...se...se...se o jnverno não tivesse chegado antes do previsto, Napoleão poderia ter conquistado a Rússia,ora bolas

      Excluir
    2. Tens razao o general inverno e padrasto para ditadores, napoleao citado por ti, e eu posso acrescentar outro do teu gosto o hitler, duas vitimas do inverno. Trata-te cuidado com a gripe.

      Excluir
    3. Ora ora bolas sir, se na europa isso nao aconteceria, esperava que me indicasses mais presidentes americanos eleitos sem ganharem o voto maioritatio dos eleitores mas de um colegio eleitoral. Comeco por te dar um rebucado george bush junior continua.... Ja agora vendo as coisas por via democratica acho que os americanos discutirao mais tarde ou mais cedo este tema. Ora ora bolas.

      Excluir
    4. Sr. Anonimo
      O jogo e suas regras....muda-se a regra muda-se o jogo, ora bolas

      Excluir
    5. ah foi isso que entendeste, pelos vistos nao entendes grande coisa. o que eu te pretendi demonstrar e que numa democracia verdadeira ganha quem tem a maioria dos votos dos eleitores directos. e nao a eleiçao de "delegados" que elegerao o candidato.ou seja houve candidatos a presidentes derrotados pelos eleitores que devido ao sistema eleitoral americano foram presidentes. o sistema americano e aberrante neste aspecto, nao e mudar as regras do jogo, isso e um problema deles, so penso como certo que a medida que estas situaçaoes se repetem varias vezes desde o ano dois mil, as consciencias vao se questionar sobre o tema da eleiçao pelos eleitores e a legitimidade do presidente eleito derivada de um colegio eleitoral.ora bolas, sem ser as de berlim.

      Excluir
    6. Sempre ouvi dizer que os EEUU são um exemplo de democracia. Ao leitor inconformado com o resultado destas eleições, assim como a tantos outros, que atualmente promovem violentas manifestações, financiadas por George Soros, aconselho que se informem sobre o sistema político de Israel. Creio que podemos dar esta discussão por encerrada.

      Excluir
  4. “Trump foi enviado a nós por Deus”, disse Michael Yigal Mimon, um ex-oficial de inteligência do exército israelita que orgulhosamente conta-se entre um número crescente de apoiantes do infame Donald Trump, em Israel.
    =================
    http://www.michellhilton.com/2016/05/trump-foi-enviado-nos-por-deus-judeus.html

    ResponderExcluir
  5. Trump garante apoio a Israel, mas é acusado de "neutralidade" por rivais
    ========
    https://noticias.terra.com.br/mundo/estados-unidos/eleicoes/trump-garante-apoio-a-israel-mas-e-acusado-de-neutralidade-por-rivais,66aab2be66a31b16bcb82ae97ab50a5fqgl9s1gx.html

    ResponderExcluir
  6. Grande amigo Norberto Toedter, vim através deste para parabenizá-lo pelo seu grande e belo trabalho que aqui sempre está exposto.
    Todos os dias eu entro aqui no blog para ver se há alguma postagem nova. Sempre ótimos textos que me agradam e me deixam com grande admiração, continue assim, com seu belo trabalho que é mostrar a verdade oculta para todos nós.
    Norberto Toedter, um grande homem, de grandiosa inteligência e cultura, um forte abraço.
    J. M.

    ResponderExcluir
  7. O Trump é uma ameaça a globalistas e esquerdistas. Não pertence a maçonaria nem a nenhuma sociedade secreta americana, estudantil ou não. Não aceita aborto, liberação de drogas ou normalização do homossexualismo, entre outras bandeiras marxistas culturais. E financiou sua própria campanha. Por isso, provocou o pânico dentro do próprio partido republicano. Ele não deve satisfações a ninguém. Provavelmente vai ter o mesmo destino que o JFK.

    ResponderExcluir
  8. E eis dia ao segundo dia e nao terceiro, nao precisou ressuscitar. o homem entrou na estrutura, deixou de ser um candidato a presidente, perdeu o discurso eleitoral e apareceu o estadista. O obamacare acabar? Quem disse? Isso foi o candidato, o estadista diz que vai aperfeicoar. O muro contra o mexico ora essa, conversa eleitoral. Deixar de apoiar a nato e perder influencia ora ora. Ate ja fala em fazer sucessos de acordos no medio oriente. E o irao, vai manter os acordos nucleares. Pois, e o amigo coreano, vai ser giro, ver um candidato em que a segunda figura ja esta prestes a tentar organizar esquema de governo, e financeiramdnte sera a goldman sachs a mandar preparem-se. Vai ser giro ver acrobacias.

    ResponderExcluir
  9. É um tédio e uma comédia ver a ira dos esquerdistas. O sistema eleitoral americano é desse jeito há mais de 200 anos e agora que a esquerda perdeu começa o mi mi mi de que o sistema eleitoral não é justo. Como o chororô do cidadão acima. Tal qual no Brasil, o esquerdista americano é assim: só existe democracia quando a esquerda ganha a eleição.

    ResponderExcluir
  10. Donald Trump, é neto de Frederich Drumf, judeu de origem alemã.
    =====================
    O diário madrileno, ElPais.com, documentou que o avô de Donald Trump mudou seu sobrenome de Drumf para Trump por causa do preconceito racial contra os alemães de origem judaica, após a primeira guerra mundial.
    ======================
    Trump apoia abertamente a causa sionista. Desde o anúncio de sua campanha em junho de 2015, o seu gerente de campanha foi o judeu Michael Glassner, ex-diretor regional do lobby judeu americano AIPAC e levantou fundos para as campanhas de George W. Bush no passado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EUA são feudo lacrado de Sião. Quem pensa que Trump é alguém anti-sistema ou dessas coisas, tá precisando doses cavalares de Semancol. E uma das boas coisas da esquerda brasileira, foi que obrigou a produção de remédios genéricos, e por isso o Semancol ficou + barato e acessível.

      Excluir
    2. Prezado Sr.Marco Antônio

      Segundo me consta e isto esta na internet, o Sr.Trump é presbiteriano.

      O fato de ter a grafia de seu sobrenome alterada não é fato incomum.Quando meus avós vieram ao Brasil, em cada registro de passagem, desde a lista de bordo do navio até as hospedarias, haviam diferenças.

      Nesse caso emblemático do Sr. Trump há, evidentemente, outros ingredientes, a ponto de, nas suas próprias palavras, a família Trump apresentar-se na década de 80, como descentes de suecos e não de alemães, pelo simples fato de que seu " pai tinha muitos inquilinos judeus em New York...". Por outro lado, esta reportagem do El País retrata hábito dos judeus de alterarem seus sobrenomes; exemplo de Mileikowsky para Netanyahu (vide wikipedia) o que não significa necessariamente que o Sr.Trump, filho de mãe escocesa, seja judeu.

      Widerstand

      Excluir
    3. O seu bacoco. O avo de trump era alemao. Emigrou nao cumpriu o servico militar e foi expulso da alemanha por decreto que o impediu de regressar ao pais por nao cumprir os deveres com a patria. Estava na america emigrado pretendia voltar porque a mulher tinha saudades e foi impedido pelo tal decreto.teve que ficar nos estados unidos onde dizem comecou fortuna fornecendo os mineiros no alasca e mais tarde dizem explorou bordeis e dedivou-se ao imobiliario. E so pategos

      Excluir
    4. Para o parolo


      "O avô de Donald Trump recebeu ordem de expulsão para sempre da Alemanha, por ter faltado ao serviço militar. O episódio, que mudou a história do mundo, só agora foi conhecido.

      O decreto real com a ordem de expulsão foi descoberto pelo historiador Roland Paul, no estado da Renânia-Palatinado, quando investigava os arquivos locais."

      Se precisares aprender mais pede que eu mostro-te as fontes ignorante

      Excluir
  11. Aos interessados sobre a questão do avô do Sr.Trump no inicio do século XX, recomendo que naveguem no site do jornal alemão Bild.

    Dessa história toda garimpada pelo tablóide sensacionalista, o que se conclui é que, se o Sr.Trump é hoje o 45° presidente dos EUA, a "responsabilidade" toda cabe ao príncipe regente Leopoldo da Baviera.....que não permitiu que retornasse à Alemanha por inadimplencia com o serviço militar obrigatório!

    Widerstand

    ResponderExcluir
  12. Uma opinião minha, tomara que eu esteja errado. Eu duvido que o Trump conclua o mandato dele. Visto que a judaizada está em polvorosa porque Trump não quer saber dessas idiotices de "diversidade", "ideologia de gênero", feminismo, ateísmo militante e coletivos de minorias. Mesmo assim temos que agradecer a Deus por ele estar no poder. Eu fico imaginando que tristeza teria sido para os EUA se ao invés da Hillary, o concorrente do Trump tivesse sido o Sanders(judeu) e este último tivesse vencido! A América em uma hora dessas estaria ainda pior do que quando estava com Obama na presidência. Se o Obama já tinha facilitado a imigração ilegal, o Sanders simplesmente teria escancarado ainda mais as portas para a imigração e iria promover lentamente a destruição do cristianismo. Se bem que mesmo com o Trump essa corja dos koshers continuam com força total trabalhando arduamente para destruir a América...Vamos ver o que acontecerá no futuro. Espero que Trump não dê uma de Richard Nixon, não renuncie e resista aos inimigos parasitas.

    ResponderExcluir

Escreva aqui o SEU pensamento sobre o assunto. É dispensável repetir o que já é de domínio público. A indicação de links deve ser acompanhada de breve descrição do conteúdo. Mensagens anônimas não são bem-vindas, agressões e baixarias não serão publicadas.