12 de novembro de 2019

O CORONEL E A HISTÓRIA


As tais redes sociais de fato estão contribuindo decididamente para a mudança de hábitos de forma geral. Não só os idiomas vão sofrer com a simplificação das expressões, como também a confiabilidade das mensagens, sejam elas faladas ou escritas, não será mais a mesma. Isso sem falar no sigilo, esse, conforme amplamente é noticiado já foi “pro brejo”.

Eu não posso falar muito, porque deploro profundamente que tenha sido criado esse malévolo aparelho que veio para vulgarizar a comunicação. Mas devo reconhecer também que ele conseguiu enfraquecer o monopólio dos formadores de opinião. Deixou os poderosos um tanto desarvorados. Haviam apostado todas as suas fichas no domínio dos tradicionais meios de informação, que tiveram que ceder espaço ao aparelhinho diabólico.

Minha postagem anterior, IMPÉRIO DAS TREVAS, já teve sua motivação dada por uma mensagem de Whatsapp. O mesmo autor, que se diz CORONEL da nossa força aérea, sediado em Pernambuco, volta agora comentando os acontecimentos jurídico-políticos que abalaram o país na última semana. Não, não é a estes que pretendo me referir. Aliás, aproveito para lembrar que comentários, que os prezados leitores queiram fazer às matérias aqui publicadas, devem se relacionar ao assunto abordado. Muitos querem desopilar o fígado, dando vazão aos seus assuntos partidários. Estes são excluídos na moderação. Para os visitantes mais recentes talvez seja conveniente explicar que este Blog do Toedter veio para corrigir o mote corriqueiro de que “A História da Guerra é contada pelo Vencedor.” Como este autor esteve lá, do lado perdedor, resolveu contar a sua visão das coisas. Publicou seu primeiro livro E A GUERRA CONTINUA em 2000 e depois ingressou na internet em 2006 com o blog 2a.guerra.zip.net na UOL, que, por não concordar com o seu conteúdo, o censurou e removeu quatro anos depois. Desde então, 2010, vem sendo publicado sob endereço atual, estendendo suas matérias ao que considera consequências do resultado daquele conflito mundial.

Voltando ao CORONEL do título deste artigo. “Coronel Aviador” da Força Aérea Brasileira? Acho que não pode ser. Deve ser alguém a declarar indevidamente ter este posto da hierarquia militar. Concordo que existe muita gente que, tanto em História quanto em Conhecimentos Gerais, é pessimamente preparada, mas isso não acontece com o oficialato das forças armadas brasileiras. Para chegar a um posto destes é pressuposto que seja pessoa que se informa, que tenha iniciativa, que não se contente com o mediano. Um coronel-aviador da força aérea brasileira não expressaria pensamento tão simplório como este que se ouve em sua mensagem que estou questionando: “...há 70 anos ajudamos a derrotar o IMPÉRIO QUE OPRIMIA O MUNDO, O NAZIFASCISMO.”

Império de verdade na época só existia um, o britânico. “Oprimir o mundo” uma falácia que nem um dos mais incultos sustentaria. Talvez esteja exagerando. José Saramago já dizia: “Vivemos no tempo da mentira universal. Nunca se mentiu tanto. Vivemos na mentira, todos os dias.” É, e devemos reconhecer que as redes sociais se prestam muito bem para confirmar estas palavras. Mas um verdadeiro Coronel das Forças Armadas deve estar acima disto.

17 comentários:

  1. Ha muitos oficiais maçons nas ffaa brasileiras
    E creio q qualquer q entre por escola nas 3 forças se nao cometer crime militar ou da esfera civil ou nao p ex dirijs embriagado ou bata no superior no Brasil chega a cironel

    ResponderExcluir
  2. "não expressaria pensamento tão simplório como este que se ouve em sua mensagem que estou questionando: “...há 70 anos ajudamos a derrotar o IMPÉRIO QUE OPRIMIA O MUNDO, O NAZIFASCISMO.”

    Se e este o pensamento, isso nao e simplorio,mas e um facto historico, as potencias do eixo( nazis e fascistas)foram derrotas em 1945.para dizer que e simplorio e preciso desmenti-lo nao cataloga-lo. E por acaso o brasil estava do lado aliado. 😂😂😂😂

    ResponderExcluir
  3. "Concordo que existe muita gente que, tanto em História quanto em Conhecimentos Gerais, é pessimamente preparada, mas isso não acontece com o oficialato das forças armadas brasileiras."

    Realmente o sr não conhece as "nossas" FA. São um bando de sipaios. Já lhe disse e provei isso, mas não aprende.

    E prova que até o sr. não é uma referência em História e Conhecimentos Gerais encontramos no comentário seguinte:

    "Império de verdade na época só existia um, o britânico."

    Britâncio é só a fachada. Fachada usada por judeus e maçons. Ainda não aprendeu isso?!

    Abraços, querido ... rs

    ResponderExcluir
  4. Vem esse racista israhelita Anonimo 12 de novembro de 2019-19:09 como sempre com seu ódio contra o povo alemão! Vomita o típico ódio anti alemão na mais criminosa linguagem simplória: "as potencias do eixo( nazis e fascistas)foram derrotas em 1945".Pronto é simplorio! O covarde racista talmudista-holocau$tico criminosamente esconde isso que segue: O Império Britânico (em inglês: British Empire) foi o maior império em extensão de terras descontínuas do mundo. Era um império composto por domínios, colônias, protetorados, mandatos e territórios governados ou administrados pelo Reino Unido. No seu auge, foi o maior império da história e, por mais de um século, foi a principal potência mundial. Em 1920 o Império Britânico dominava cerca de 458 milhões de pessoas, um quarto da população do mundo na época e abrangeu mais de 35 500 000 km2 (13 700 000 sq mi), quase 24% da área total da Terra! E o alcoólatra “democrata” e imperialista Churchill, berrava como animal que Hitler “queria dominar o mundo”!!! Mas Deus sabe o que faz, e hoje a Inglaterra desse colonialista-imperialista-humanista-democrata vai ser dominada pelos muçulmanos! A tua Inglaterra “Mister” Churchill, está indo pra o brejo!

    O Império Colonial Francês foi o conjunto das colônias que a França estabeleceu na África, Américas, Ásia e na Oceania entre os séculos XVI e XX. Foram os seguintes colônias francesas na África e os atuais países africanos que se tornaram independentes da França no século XX (data da independência):Marrocos (2 de Março de 1956). Tunísia (20 de Março de 1956). Guiné (2 de Outubro de 1958). Camarões (1 de Janeiro de 1960). Togo (27 de Abril de 1960). Senegal (20 de Junho de 1960). Madagascar (26 de Junho de 1960). Benin (1 de Agosto de 1960). Níger (3 de Agosto de 1960). Burkina Faso (5 de Agosto de 1960). Costa do Marfim (7 de Agosto de 1960). Chade (11 de Agosto de 1960).República do Congo (15 de Agosto de 1960). Gabão (17 de Agosto 1960).Mali (22 de Setembro de 1960).Mauritânia (28 de Novembro de 1960).Argélia (5 de julho de 1962). Comores (6 de Julho de 1975). Djibouti (27 de Junho de 1977).República Centro Africana (13 de agosto de 1960 ). A França hoje também está indo pra o brejo! Tem já SETE Milhões de muçulmanos, e mais uns 20 anos vai virara junto com toda a Europa podre, uma Eurábia! Os europeus apodreceram! É podem agradecer aos seus “políticos democratas”, Churchill, De Gaule e o paralitico Roosevelt, que se aliaram com a tirania comunista e hoje, graças a esses idiotas a Europa virou uma ridícula Parada Gay, enquanto que os Machos muçulmanos estão dominando já a Europa podre, sem dificuldade nenhuma!

    Império Colonial Holandês, também conhecido como Império Colonial Neerlandês, ou simplesmente como Império Neerlandês, é o nome dado ao conjunto de colónias que os neerlandeses dominaram a partir de 1602, com o lançamento da Companhia Neerlandesa das Índias Orientais. Apesar de não ter sido tão extenso como outros impérios, ainda assim tinha presença em todos os continentes, desde as Índias Orientais Neerlandesas (actual Indonésia), passando pela colónia do Cabo (na África do Sul) até às Caraíbas, onde ainda subsistem as Antilhas Neerlandesas, que são ainda parte do Reino dos Países Baixos, embora autónomas. Nos anos de 1624 a 1654, os neerlandeses dominaram boa parte do Nordeste do Brasil (Nova Holanda), formando uma tentativa de colonização, porém foram expulsos pelos portugueses. A Companhia das Índias Orientais estabeleceu em 1652 um posto de reabastecimento no Cabo da Boa Esperança, situado a meio caminho entre as Índias Orientais Holandesas e as Índias Ocidentais Holandesas. O Reino Unido conquistou a colónia em 1797 durante a quinta Guerra Anglo-Holandesa, anexando-a em 1805. Os colonizadores holandeses ainda permaneceram na África do Sul após os britânicos terem tomado posse, mais tarde estabelecendo-se em Natal, e foram chamados de bôeres.


    ResponderExcluir
  5. União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (em russo: Союз Советских Социалистических Республик, transliterado como Soyuz Sovetskikh Sotsialisticheskikh Respublik) ou simplesmente União Soviética, (em russo: Советский Союз, transliterado como Sovetskij Soyuz), ou URSS foi um Estado comunista localizado na Eurásia que existiu entre 1918 e 1991. Foi o maior império do mundo, com mais de 23 milhões de quuilómetros quadrados e varios países ocupados pela tirania comunista soviética!Seguem em ordem alfabetica os 14 países que foram ocupados brutalmente pela tirania comunista soviética e batizados criminosamente de “repúblicas soviéticas”! Armênia, Azerbaijão, Bielorússia, Cazaquistão, Estônia, Geórgia, Letônia, Lituânia, Moldávia, Quirguistão, Tajiquistão, Turcomenistão, Ucrânia, Uzbequistão. Ainda a tirania comunista soviética ocupou mais oito países na Europa do Leste em 1944 e os batizou simplesmente de “países socialistas” e que são os seguintes; Albânia, Alemanha Oriental, Bulgária, Checo-Eslováquia, Hungria, ex-Iugoslávia, Polónia e Romênia.É na maior cara de pau, os bandidos comunistas soviéticos berravam também como os seus aliados capitalistas anglo-americanos, que Hitler “queria dominar o mundo”!!!


    Antes de 1945, Alemanha tive 81.000.000 milhões de habitantes e a capital Berlim tinha 4,5 milhões de habitantes, um milhão a mais do que nos dias atuais. Hoje a população de Berlim e de 3,5 milhões de pessoas! Então só em Berlim os criminosos de guerra aliados comunistas e capitalistas mataram um milhão de pessoas! Hoje Alemanha tem 81.351.097 milhões de habitantes, o mesmo numero de habitantes de antes da Segunda Guerra, só que destes conforme divulgou o Departamento Federal de Estatísticas da Alemanha (Destatis) aponta que, de um total de 81.351.097 milhões, cerca de 19,3 milhões dos que vivem no país têm "histórico migratório"! Então tirando os 19 milhões de invasores estrangeiros, podemos dizer que depois da guerra em 1945, Alemanha tinha só mais 62 milhões de habitantes! Quer dizer que os criminosos de guerra aliados comunistas e capitalistas mataram 19 milhões de alemães!
    E OS CRIMINOSOS E COVARDES ASSASSINOS ALIADOS COMUNISTAS E CAPITALISTAS E SEUS CHEFES JUDEUS MENTEM ATÉ HOJE QUE OS "NAZI-FASCISTAS QUERIAM DOMINAR O MUNDO"!!!

    ResponderExcluir
  6. "A Batalha de Stalingrado" ( russo : Сталинградская битва ) é um filme épico de guerra soviético de 1949sobre a Batalha de Stalingrado , dirigido por Vladimir Petrov . O roteiro foi escrito por Nikolai Virta .

    Data de lançamento: 9 de maio de 1949 (União Soviética)
    Direção: Vladimir Petrov
    Produtora: Mosfilm

    Part 1/2
    https://www.youtube.com/watch?v=OVz5E_71pY8

    No Kremlin, Stalin analisa os movimentos da Wehrmacht e conclui que os alemães pretendem capturar Stalingrado. Hitler, que acredita que a cidade é a chave para a vitória final, ordena que seus generais a levem a todo custo.

    Quando o inimigo se aproxima de Stalingrado, o Exército Vermelho e a população local se reúnem para defendê-lo em um amargo combate de casa em casa, impedindo o avanço alemão. Em Moscou, Stalin planeja a contra-ofensiva.

    Part 2/2
    https://www.youtube.com/watch?v=qmqGei_c4no

    A Wehrmacht lança um último ataque maciço, destinado a sobrecarregar os defensores de Stalingrado. Quando o Exército Vermelho é empurrado de volta ao Volga, Stalin ordena o início da Operação Urano . Os alemães estão cercados, e os esforços para aliviar o bolso de Stalingrado falham. Paulus, ordenado por Hitler para segurar até o fim, se recusa a se render enquanto seus soldados passam fome. Os soviéticos fecham a cidade, destruindo o sexto exército. Depois que os soldados do Exército Vermelho entram em seu posto de comando, Paulus ordena que suas tropas restantes se rendam. Os soviéticos realizam um comício da vitória em Stalingrado libertado; Em Moscou, Stalin olha para um mapa, colocando os olhos em Berlim

    O filme é o último dos 'Documentários Artísticos', uma série de épicos de propaganda que recriaram a história da Segunda Guerra Mundial com uma interpretação stalinista dos eventos. Como todos os outros filmes do gênero, A Batalha de Stalingrado consiste principalmente em cenas de batalha e reuniões de funcionários, reconstruindo a campanha do ponto de vista dos soldados e dos generais, de uma maneira heróica que se ajusta à ideologia do estado.

    O crítico francês André Bazin escreveu que o filme retratava Stalin como um líder super-humano, mostrando-o planejando o esforço de guerra soviético quase por conta própria: "Mesmo que concedamos a Stalin um gênio militar hiper-napoleônico ... Seria infantil pensar que os eventos no Kremlin se desenrolaram como são vistos aqui ". Richard Taylor listou A Batalha de Stalingrado como "um filme de culto à personalidade ".
    https://en.wikipedia.org/wiki/The_Battle_of_Stalingrad_(film)

    ResponderExcluir
  7. Passei 6 anos em escolas de formação de oficiais aviadores.Durante esse período,mal dei 100 tiros de fuzil e pistola.Desconfio que ao final do curso( 3 anos de preparatória mais 4 anos de academia) 95% dos meus colegas seriam incapazes mesmo de desmontar um fuzil ou a pistola padrão adotada pela unidade, tal o distanciamento das atividades de caráter realmente militares!

    O curso de história militar, a propósito, se resumiu a um bimestre com história militar I(primeira guerra mundial) e outro bimestre com história militar II(segunda guerra mundial) e é só o que vemos durante os 7 anos de curso!

    Nem a própria história da Força Aérea consta como disciplina.A maioria não sabe nada sobre a fundação da própria força, nem quer saber, nem eles(o sistema) está interessado que você saiba!

    Com exceção do curso de pilotos propriamente dito que é ministrado por oficiais, todos os outros professores eram civis e as matérias correspondiam exatamente as do curso de administração de empresas de qualquer outra universidade civil do Brasil!

    O que se pretende ali,pois, é a formação de um burocrata obediente e submisso, um oficial político, não um combatente.Isso me foi dito sem cerimônias durante o primeiro ano do curso superior, em uma aula de economia:
    "tirem o cavalinho da chuva se vocês acham que estão aqui para aprenderem a ser combatentes....Vocês estão aqui para aprenderem a defender os ricos no poder, o empresariado, os grandes comerciantes,o sistema financeiro, enfim, os ricos"!

    Lá odeiam os que leem, pois o padrão desejado é a medianidade!Odeiam os líderes, pois veem nele um perigo e o que se pretende é justamente o oposto:fabricar pessoas submissas e obedientes, como já assinalado!

    Se fores visto, lá, retirando da biblioteca livros sobre assuntos militares, serás olhado com desconfiança por todos, e se o livro tiver algum soldado alemão na capa ou algo que lembre a Alemanha na segunda guerra, e mesmo que este livro esteja a denegrir a Alemanha, estarás na condição de "suspeito" e não preciso dizer de quê!

    A delação é estimulada ao máximo entre os cadetes, dentro e fora da sua própria turma.O instrumento para isso são os conselhos de "honra", onde cada cadete "avalia" 10 companheiros e posteriormente essas avaliações são lidas pelo comandante aos avaliados, gerando assim um ciclo de ódio e ressentimento que se retroalimenta a cada novo conselho realizado, pois os delatados procuram se vingar dos prováveis delatores, gerando uma torrente de ódio muito comoda para os oficiais, que administram cientificamente esse processo, na medida em que passam a saber de tudo da intimidade de cada elemento do grupo, ficando em uma posição vantajosa para jogar uns contra os outros, gerando um estado de beligerância coletiva onde todo mundo fiscaliza todo mundo e todo mundo entrega todo mundo!

    Não preciso dizer que as inimizades geradas por este processo perduram até o coronelato com consequências funestas!

    O cadetes que percebem esse processo e não participam dele são identificados e desligados oportunamente, de preferência no voo! Os cadetes que aceitam esse jogo são salvos, e quando em dificuldades no voo, recebem tratamento especial, pois é justamente esse perfil que eles procuram e toda a formação busca, por trás das aparências, selecionar esse tipo de indivíduo de maneira que posso dizer sem medo:entre um excelente piloto e que não participa desse jogo,e um péssimo piloto mais que se coaduna sem constrangimento a esse perfil, fica o péssimo piloto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!!! Relato de suma importância, para acabar com a ingenuidade de todo mundo, inclusive a do Norberto. Eu não sei o que me espanta mais, se é a gravidade desencorajadora do que você conta ou se, apesar de tudo isso, é o seu o ânimo e a coragem de contá-la para os veteranos ou para quem está chegando agora nesse hora em que todos pedem uma intervenção militar capaz de nos salvar do comunismo. Foi muito diferente a formação dos generais de 64, não foi? Mas ainda que tenha sido diferente, foi um formação frouxa, que permitiu a volta, com toda potência destrutiva, dos terroristas ao Brasil.

      Excluir
  8. A farsa do covarde “exército vermelho” ajudado sempre pela desgraçada e criminosa “democracia” capitalista dos Estados Unidos que ajudaram o seu aliado, o camarada Stalin, as seguintes armas e materiais capitalistas para salvar a mais bárbara tirania do mundo, a Tirania Comunista Soviética, o mais antidemocrático estado do mundo, com milhões de mortos no Gulag e Sibéria! O tirano Stalin recebeu mais de 400.000 jipes e caminhões, locomotivas e 13.000 vagões, 90 navios de carga, 4.000 bombardeiros! Os britânicos e os canadenses deram mais de 5.000 tanques e 7.000 aviões. Outra ajuda segue; 14.795 aeronaves, 7056 tanques, 8.218 armas antiaéreas, 131,633 metralhadoras, 105 caçadores submarinos, 197 torpedeiros, 1.541.7000 par de botas! Ainda ajuda capitalista para a tirania comunista segue; 4.062 milhões de toneladas de alimentos, 2,54 milhões de toneladas de aço, 728.000 toneladas de metal não ferroso, 764.000 toneladas de produtos químicos, 2,42 milhões de toneladas de produtos petroquímicos! Segue mais ajuda bilionária para a tirania comunista; 77.900 jipes, 151.000 veículos comerciais ligeiros, 200.000 Caminhões Studebaker, 1,5 milhão de quilômetros de cabos telefônicos, 35.000 estações de rádio, 380.000 telefones de campo, 43% de todos os pneus, 56% de todos os serviços ferroviários, 1900 Locomotivas (produção própria de 932 locomotivas), 1/3 de todos os explosivos! Imediatamente após o ataque à União Soviética em junho de 1941 o “democrata” Roosevelt prometeu ajuda ao assassino Stalin que pediu ajuda capitalista. Stalin enviou uma lista de pedidos, o que significava que os EUA e a Grã-Bretanha em face das necessidades de armas temiam um colapso rápido do galinheiro comunista soviético. Os Comboios do Ártico da Segunda Guerra Mundial foram comboios oceânicos que navegavam do Reino Unido, Islândia e da América do Norte para os portos do norte da União Soviética principalmente Arkhangelsk e Murmansk, na atual Rússia. Houve 78 comboios entre agosto de 1941 e maio de 1945, navegando através dos mares do Atlântico e do Oceano Ártico. Cerca de 1400 navios mercantes entregaram suprimentos vitais para a União Soviética por meio do programa Lend-Lease, (nome do programa capitalista americano para ajudar o seu irmão comunista soviético), escoltados por navios da Marinha Real Britânica, Marinha Canadense, e da Marinha dos Estados Unidos.


    ResponderExcluir
  9. Mais ajuda capitalista atravês do tal de Corredor Persa. Era outro caminho para ajudar a tirania soviética, foi atravês de Irã, ou Persia naquela época! Os capitalistas aliados anglo-americanos entregaram todo o tipo de material para os soviéticos, de caminhões Studebaker US6 a bombardeiros americanos B-24. A maioria dos suprimentos chegava de navio nos portos do Golfo Pérsico, e em seguida, eram enviados em direção norte por caminho de ferro ou em comboios de caminhões. Os esforços de abastecimento aliados foram enormes. Os capitalistas norte-americanos entregaram mais de 16,3 milhões de toneladas para os soviéticos durante a guerra, através de três rotas:Os Comboios do Ártico para os portos de Murmansk e Archangelsk. A partir da costa oeste dos Estados Unidos e Canadá para Vladivostok no Extremo Oriente, uma vez que a União Soviética só entrou em guerra com o Japão em agosto de 1945. O Corredor persa foi a rota para mais de 4,2 milhões toneladas desta carga enviada pelos capitalistas americanos. No entanto, esta não foi a única contribuição através do Corredor Persa, outras contribuições dos aliados, como Grã-Bretanha, Canadá, África do Sul, Austrália, e inúmeras outras nações capitalistas aliadas a tirania soviética, colônias e protetorados dos países aliados passaram por ele. Ao todo, cerca de 7,9 milhões de toneladas de carga a partir de fontes aliadas transitaram pelo Corredor, a maior parte com destino de ajuda capitalista para o comunismo assassino! Como “Maxim Litvinov” (“Litvinov”, foi o judeu Meir Hanoch Finkelstein 1876-1951) foi ministro de exterior de Stalin até 1939 e em 1951 foi morto pela KGB em um acidente de caro, que foi típica técnica socialista usada pelo “camarada” Stalin e seus sucessores para matar os seus próprios “camaradas”!) foi comissário do “povo” em setembro de 1941 em uma reunião no Kremlin na frente do enviado especial de Roosevelt, o capitalista judeu Harriman, viu a lista de remessas de ajuda capitalista americanos prometidos, ele levantou-se da cadeira e exclamou: "Agora vamos ganhar a guerra!" É assim o exército vermelho entrou em Berlim, com ajuda capitalista! Aliás, os povos da Europa do Leste quando foram ocupados em 1945 por esse criminoso exército vermelho, olhavam estarrecidos que o exército vermelho era armado até os dentes com armamento anglo-americano que recebeu como ajuda do capitalismo internacional! Veja isso e no Livro; Yalta ou a Partilha do Mundo. Do escritor francês Arthur Conte (1920-2013). Não é a toa que nas tiranias comunistas e na própria União Soviética, circulava essa verdade que dizia que: os americanos são como os comunistas soviéticos, só que os americanos tem mais estrelas na sua bandeira!


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um puteiro tão grande que ingleses e americanos chegaram até a invadir militarmente o Irã neutro e pacífico, para fornecer outro caminho de ajuda aos judeus comunistas de Moscou, pois pelo norte via marítima, os corajosos u-boat alemães estavam a fazer boa festa.

      Excluir
  10. A VERDADE SOBRE O EXÉRCITO VERMELHO:Depois da Segunda Guerra, tanto no Ocidente como no “oriente comunista” se festejava, de fato festejam até hoje os dois lados a assim chamada “vitória” dos aliados sobre o “nazismo” mas na verdade foi a vitória da destruição sobre a Europa e não só da Alemanha. Aqui no Ocidente os “democratas” em frenesi de “vitória” e na ilusão de que vão viver em “paz”, o seu aliado comunista soviético rebaixou o chicote e escravizou onze países do leste europeu que foram naquela época : Alemanha oriental, Albânia, Bulgária, Estônia, Letônia, Lituânia, Hungria, Romênia, Iugoslávia, Polônia, Tcheco-Eslovaquia. Nós como vizinhos da então União Soviética, sabemos que tudo isso é mentira, porque a União Soviética nunca passou de uma força de segunda mão e país atrasado, ou se você quiser, do “terceiro mundo”. E no final da guerra o exército vermelho era tão fraco que, se os traidores capitalistas anglo-americanos o tivessem abandonado a Alemanha teria ainda força para botar esse exército vermelho a correr de volta para casa e assim o leste europeu teria ficado livre da tirania comunista. A “força” do exército vermelho na verdade foi a ajuda do Ocidente capitalista que deu para o seu aliado comunista! Se olhamos bem, vamos ver que o exército alemão já havia esmagado o exército vermelho como se fosse o que de fato sempre foi; fraco e desorganizado , como aliás todos os bundas moles comunistas, que foram derrubados em Um dia na Europa do Leste em 1989 e na Rússia em 1991! Quando em 22 de Junho de 1941, a União Soviética foi invadida, já em Julho, quer dizer depois de um mês de lutas os alemães fizeram 500.000 mil prisioneiros soviéticos e até Stalingrado em 1942-43 os alemães fizeram quatro milhões de prisioneiros do “imbatível” exército vermelho.


    ResponderExcluir
  11. Só em um mês os alemães chegaram ate Smolensk, que é na metade do caminho até Moscou, o covil mundial do comunismo e de onde já o “generalissimo” Stalin de medo e covardia fugiu com calças borradas junto com seus covrades “camaradas” para a cidade de Kuibichev, que fica do outro lado do rio Volga. As tropas da Alemanha, Itália, Romênia e Hungria, céleres chegaram a Stalingrad e se não fosse a ajuda dos criminosos de guerra democratas ocidentais, em especial o capital americano, o tal de “imbatível” exército vermelho, já estava todo lascado! Os “democratas” ocidentais escondem e nunca falam da sua criminosa ajuda dada para o tirano Stalin, além de toda essa ajuda de amigos comunistas e capitalistas, no final da guerra em 1945, o criminoso de guerra “democrata”, o general americano e chefe das forças aliadas Eisenhower, para satisfazer os seus aliados soviéticos, esperou 10 dias nos arredores da destruída Berlim para que chegassem primeiro os “imbatíveis” soviéticos cheios de selvageria e Vodka, deixando assim a imagem falsa para o mundo de que os comunistas soviéticos foram os primeiros a entrar em Berlim para a batalha final e o falso mito de que o covarde exército vermelho “ganhou a guerra sozinho”! Enquanto isso os povos do leste europeu foram ocupados por comunistas soviéticos armados até os dentes com armas, tanques, aviões, artilharia, jipes etc. de marca americana, tudo “Made in USA”! E para acabar com o falso mito sobre o “imbatível” exército vermelho, vou dar alguns exemplos simples que aconteceram . Em 30 de Outubro de 1939, quando o exército vermelho atacou a Finlândia com 29 divisões e um corpo de tanques, contra 300.000 mil finlandeses com seus 160 aviões velhos contra 2.500 aviões soviéticos, os finlandeses conseguiram esmagar quatro divisões do desorganizado exército vermelho e resistiram ate Março de 1940, onde perderam 24 mil soldados mas também mataram o dobro, 50 mil ocupantes soviéticos. O pequeno país Finlândia, mostrou ao mundo inteiro a fraqueza do exército vermelho naquela “guerra de inverno” como foi chamado o covarde ataque soviético contra a pequena Finlândia. O mesmo exército vermelho “comeu pau” e da pequena Romênia em Outubro de 1941, os romenos esmagaram os vermelhos na cidade de Odessa, porto no Mar Negro, perderam 70.000 mil soldados e feridos, mas o tal de exército vermelho perdeu o dobro e foi totalmente destruído com milhares de mortos e tantos prisioneiros soviéticos e o resto fugiu na covardia típica comunista, com isso a cidade de Odessa e depois toda a Criméia que é a terra dos tártaros, foi libertada do jugo comunista soviético. Esse exército vermelho perdeu feio também no Afeganistão e em outros lugares no leste europeu, os comunistas nunca fizeram uma revolução ou ganharam alguma guerra. Só imbecilizados-holocau$tizados do Ocidente liberasta acreditam no falso mito do “imbatível” exército vermelho!


    ResponderExcluir
  12. Obrigada por todas essas informações! Pelas redes sociais continuam divulgando que os alemães, esses sim, receberam (imensa) ajuda ora de grandes empresas capitalistas americanas ora dos próprios comunistas russos, que se tornaram aliados (?!) dos alemães em certas batalhas. Aliás, um dos tópicos mais (e eternamente) em alta é definir se os alemães eram de direita ou de esquerda, discussão essa que lhes dá ensejo a mutuamente se acusarem de nazistas-fascistas. O mais chocante de tudo é ver e ouvir os cristãos conservadores acusando os alemães de comunistas satanistas. É o império das mentiras, com o João 8:32 nos lábios.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Creio que temos um erro, ou falta, no versículo de João 8:32. Junto com o conhecimento da verdade, deve vir a corajem de agir em favor da/dessa verdade. Só o conhecimento da verdade sem ação não gerará liberdade automaticamente. E pelo andar das coisas, a ação precisa cada vez ser mais corajosa.

      Shalom

      Excluir
  13. Aqui uma boa resposta pra os tais de "redes sociais" e daqueles abestalhados que xingam e atacam todos os santos dias o povo alemão!O Grande Povo Alemão sempre se ajudou sozinho, seus manés holocau$tizados!!!

    No tempo da Monarquia alemã até 1918, o povo alemão viveu melhor do que os outros europeus! No tempo de Hitler, os alemães viveram melhor do que os outros europeus! No tempo do comunismo, a Alemanha comunista viveu melhor do que a União Soviética e os outros países no comunismo! Hoje no capitalismo globalizado, a Alemanha é a maior economia da Europa e os alemães vivem melhor do que os outros europeus e os americanos, com tudo que Alemanha está ocupada desde 1945 e tem ainda 179 bases militares americanas com 70 mil americanos, russos, ingleses, franceses, canadenses e outros imperialistas aliados comunistas e capitalistas! Alemanha ainda sustenta 19 milhões de miseráveis estrangeiros que invadiram é invadem todos os dias ainda Alemanha como gafanhotos famintos, vindos do mundo inteiro, porque os seus países democratas e socialistas são uma droga frente Alemanha capitalista! Na Europa no Leste até 1945 tive milhões de alemães e eles sempre viveram melhor do que os esses povos! No Brasil é o mesmo, porque os descendentes de alemães vivem melhor do que a maioria dos brasileiros e também no Brasil, não tem favelas de alemães! Para a inveja das "redes sociais" e seus manes holocau$tizados depois de 1945 com as suas teorias idiotas de blá, blá, blá lendo Marx, “capitalismo, ricos, pobres, socialismo” e outras babaquices de incapazes, corruptos e ladrões "democratas" e parasitas comunistas miseráveis e incapazes de sair da miséria!!!E viva o Inteligente e o Grande Povo Alemão que fez de Vergonha os seus miseráveis “vencedores” comunistas e capitalistas que hoje pedem trabalho e grana, quer dizer que pedem esmola como mendigos e pobretões miseráveis na Alemanha ainda dominada por seus exércitos também sustentados pelo povo alemão!´


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A JUDIARIA DESDE A 1 GUERRA AFIRMOU QUE NÃO SOSSEGARIA ENQUANTO NÃO DESTRUÍSSE TOTALMENTE A ALEMANHA!O CAMINHO ESTÁ ABERTO,SÓ O CAOS TOTAL,UM VERDADEIRO APOCALIPSE PODE AGORA FRUSTRAR ESSE DESEJO,POIS O MUNDO INTEIRO SERIA NIVELADO NA DESGRAÇA!

      Excluir

Escreva aqui o SEU pensamento sobre o assunto abordado pela postagem. É dispensável repetir o que já é de domínio público. A indicação de links deve ser acompanhada de breve descrição do conteúdo. Mensagens anônimas, agressões e baixarias NÃO SERÃO PUBLICADAS