4 de julho de 2016

CARTA PÓSTUMA A ELIE WIESEL

O noticiário internacional, sempre claro, verdadeiro e objetivo, trouxe-me a informação da morte de Elie Wiesel. Quem não sabia quem foi esta personalidade, o sabe agora. Os diretores de jornais se esmeraram numa cobertura ampla e completa. Elie Wiesel e eu eramos praticamente da mesma idade. Vendo a sua foto por toda parte, deu-me vontade de lhe escrever uma carta, póstuma, como dizem. Aí vai:

Sr. Elie Wiesel!
Soube que durante a guerra nós dois já estivemos próximos um do outro, você em Auschwitz e eu visitando o meu pai ali perto, em Cracóvia. Na época eu nem sabia que ali perto existia uma localidade chamada Auschwitz. Descrevo isso melhor no meu primeiro livro “...e a Guerra CONTINUA”. Também escrevi livros como você. Não 50, apenas cinco. E só comecei cinquenta anos depois. Os seus lhe valeram um Prêmio Nobel da PAZ. Era a busca da PAZ o que seus livros pregavam? Verdade mesmo? Ou, muito pelo contrário, incitaram eles ao ódio e à inclemente acusação e condenação dos inimigos do seu povo (ou dos seus correligionários). Aos inimigos aos quais vocês já haviam declarado guerra sem trégua, muito antes dos outros, em março de 1933. Lembra? Tanto que logo começaram a emigrar da Alemanha. Dos 600 mil, que até então lá viviam, só restaram 200 mil quando começou o confinamento em campos de concentração. A gente acaba se perguntando onde teriam coletado 6 milhões, onde e como conseguiram exterminá-los, e uma pergunta que não me sai da cabeça, POR QUÊ? Aqueles que você tanto acusou de crimes insólitos não eram tradicionalmente parte de um povo cruel, que desprezasse a vida alheia. Nunca foi um povo chegado a conquistas e agressões. Um estudo feito por um Prof.Quincey Wright sobre os embates em que se envolveram nações europeias entre 1480 e 1940 revelou que os campeões foram Inglaterra e França, com 28 e 26% respectivamente. Os menos guerreiros foram Alemanha (inclusive Prússia) e Dinamarca, que entraram no fim da lista com 8 e 6%. Os alemães também não participaram do comércio de escravos, não exterminaram índios, não prometeram aos seus soldados liberdade de praticar estupros em áreas subjugadas. Ainda em agosto de 1945 George Patton, general de quatro estrelas, comandante das forças blindadas americanas, declarou: “Dos europeus o alemão é um povo verdadeiramente descente.” (poucos meses depois foi vítima fatal de estranho acidente) Você e o seu pai também preferiram os alemães aos russos. Quando os alemães não tinham mais como segurar a ofensiva das tropas soviéticas e estas se aproximavam de Auschwitz, foi dada aos internos a opção de, ou acompanhar os alemães em seu recuo, ou aguardar a “libertação” pelos russos. Pois vocês, e a maioria, preferiram acompanhar seus “algozes” alemães. Então não podem ter sido tão maus assim.

Mas você se colocou a serviço dos que queriam o extermínio deste pequeno povo e contribuiu extraordinariamente para que estejam conseguindo seu intento. De parte deles você realmente merece todos os encômios e todas as honrarias que lhe tem sido prestadas e o foram agora, por ocasião do seu funeral. Também da mesma forma como o atirador de bombas Barak Obama, você mereceu o seu Prêmio Nobel da PAZ, pois PAZ também se consegue calando o seu desafeto.
Era isso. Precisava lhe dizer.
Toedter


8 comentários:

  1. Lucas 06:44 ensina-nos a ler OS FATOS até de olhos fechados

    http://img.picturequotes.com/2/3/2941/truth-is-still-truth-even-if-no-one-believes-it-a-lie-is-still-a-lie-even-if-everyone-believes-it-quote-1.jpg

    https://lh5.googleusercontent.com/--E4PSXmmoCk/U1UrhPLDLNI/AAAAAAACqz8/HrfuCETIL9MCL53tBop3SVWFNKF-L8L4ACL0B/w506-h253-no/BkLZCopCcAA9cM_.jpg

    https://www.youtube.com/watch?v=Pisntoyxj2I ENTREVISTA A LA SRA URSULA HAVERBECK, REVISIONISTA ALEMANA DE 86 AÑOS

    https://www.youtube.com/watch?v=mg6BF6dVJQQ La verdad sobre Elie Wiesel

    https://www.youtube.com/watch?v=F72PQV5j0rA El JUDÍO quería esta GUERRA - Robert Ley, Adolf Hitler

    https://drive.google.com/file/d/0BzbRXPpHfCJDR3FicjRvU3ltUjg/view “abyssus abyssum invocat “ = deep calls unto deep; Hell calls hell (One mistep leads to another) Hell calls hell (One wrong doing causes another)

    https://verbotenesarchiv.files.wordpress.com/2015/04/sex-grooming-uk-1.jpg Sublata causa, tollitur effectus when the cause is removed, the effect ceases

    "Je weiter sich eine Gesellschaft von der Wahrheit entfernt, desto mehr wird sie jene hassen, die sie aussprechen." George Orwell "QUANTO MAIS SE DISTANCIA DA VERDADE, MAIS SE ODEIA AQUELES QUE A DIZEM"

    ResponderExcluir
  2. A Alemanha não é culpada dos males do mundo, mas dizer que a Prússia era um país pacífico é um erro. A Prússia é dito de forma poética, nasceu da bala de um canhão, e antes era um exército que possuía um país do que um país que tinha um exército.

    Sobre a tabela de judeus na europa, há tabelas razoáveis que dispõe acerca de 10,6 milhões de judeus contando a Rússia, tabela neste livro, página 7 em diante, um livro anti-sionista e anti-maçônico por acaso e de boa qualidade.
    http://vho.org/aaargh/fran/livres9/Petitregnedesjuifs.pdf

    A solução para mostrar a impossibilidade do extermínio de judeus em câmaras de gás não passa por quantificá-los na europa e sim por outro gênero de raciocínio como Faurisson fez, mostrando as plantas das câmaras gás (supostas) e campos de trabalho forçado (concentração), daí mostrando que era impossível haver extermínio coletivo naquelas condições. Fisicamente impossível.

    ResponderExcluir
  3. Boa carta camarada Norberto!

    Deixo aqui dois artigos do Robert Faurisson sobre Elie Wiesel:

    Elie Wiesel - Um Proeminente falso testemunho – Por Robert Faurisson
    http://nazismo-verdades-e-mentiras.blogspot.com.br/2016/01/elie-wiesel-um-proeminente-falso.html

    Elie Wiesel – mais uma mentira - Por Robert Faurisson
    http://nazismo-verdades-e-mentiras.blogspot.com.br/2016/07/elie-wiesel-mais-uma-mentira-por-robert.html

    ResponderExcluir
  4. Lamento para os assassinos nazis nao ha desculpa seja qual for a idade.

    Se esquecermos do que aconteceu somos culpados

    “Os alemães ocuparam a Hungria em Março. Em Maio, começaram a deportar cem mil judeus por semana. Os comboios da morte tinham prioridade sobre os combois militares. (…)”. Elie Wiesel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Temos de lembrar é que o que se conta hoje referente aos judeus e aos nazistas vem de procedências mais que duvidosas:

      1- Hollywood, History Channel e BBC: A maior parte da imagem que a massa tem sobre o assunto é moldada por estes três veículos midiáticos, praticamente predominantemente judaico, e onde se afirmam absurdos e evitam qualquer avaliação crítica, sem falar que omitem a história comunista predominantemente judaica.

      2- A televisão - As notícias são veiculadas por judeus ou filo judeus nos canais de TV, ocorre a mesma situação acima: se afirmam absurdos e evitam qualquer avaliação crítica, sem falar que omitem a história comunista predominantemente judaica.

      3- Meio acadêmico: Hoje é totalmente judaico ou filo-judaico: Marx, Freud, Hobsbawm, Escola de Frankfurt, Vidal-Naquet, etc... ocorre a mesma situação: se afirmam absurdos e evitam qualquer avaliação crítica, sem falar que omitem a história comunista predominantemente judaica. Bolsas de pesquisa são negadas ao que não seja pró-globalização ou filo-judaico.

      Além de tudo paulatinamente são inseridas leis que proíbem criticas a participação judaica, pois atuam através de inúmeras organizações e, portanto, são protagonistas passíveis de críticas como quaisquer outros também são.

      Então esta é base e formação que coloca os nazis como assassinos e as instituições judaicas como não erradas...

      Sem falar que é difícil entender como são expulsos das mais variadas nações através dos mais deslocados tempos e ainda serem eles sempre as vítimas injustiçadas e todos os povos em todos os tempos os que estavam errados...

      Da sua parte, sobra má fé ou fé cega.

      Camarada Toedter, recomendo não dar espaço a esse tipo má intenção ou cegueira aqui!

      Excluir
    2. Vai uma pequenina prova de tudo que o Tannhauser falou.

      "SIONISTAS PERSEGUEM PROFESSOR, CAUSANDO SUA DEMISSÃO!"
      http://somostodospalestinos.blogspot.com.br/2016/06/sionistas-perseguem-professor-causando.html

      Vivemos uma ditadura, senhores.

      Excluir
    3. Quem acredita no holoconto deve acreditar também no Papai Noel e no Coelhinho da Páscoa. Conto da Carochinha.

      Excluir
  5. Deportar não é matar, isso é o que está sendo tratado aqui, da falsa acusação de assassinato em massa.

    É fato que Hitler queria expulsar os judeus da Alemanha, visto que não se integravam e sempre por vontade própria se organizavam em guettos e conspiravam contra a nação como talvez tenham feito durante a própria primeira guerra com a "facada nas costas".

    O que está descartada é a eliminação massiva de milhões de judeus nos campos de trabalho, visto que nunca houve somando todos os campos nada nem perto de 6 milhões, não haviam meios físicos para tal eliminação.
    (Obs. os sionistas precisavam de um fato marcante e cinematográfico para justificar a formação da ONU em New York e a criação-roubo de israel, algo tão ilegal que apenas um tabu de vitimização coletiva como o holocausto poderia sustentar e impedir questionamentos.)

    ResponderExcluir

Escreva aqui o SEU pensamento sobre o assunto. É dispensável repetir o que já é de domínio público. A indicação de links deve ser acompanhada de breve descrição do conteúdo. Mensagens anônimas não são bem-vindas, agressões e baixarias não serão publicadas.