20 de julho de 2016

POR QUE SE TORNOU MUÇULMANO?

Aqui MUHAMMAD ALI responde.

Novamente o MEDALHA DE OURO da Olimpíada de 1960 (Roma), na época ainda chamado CASSIUS CLAY, nos dá importante depoimento sobre RACISMO. Começa light e vira bastante sério. Veja:
video

Sempre quando se fala em olimpíada os já citados Agentes do Mal aproveitam para denegrir a Olimpíada de Berlim (1936), onde teria acontecido a tão falada ofensa racial, praticada pelo Führer Adolf Hitler, que não cumprimentou Jesse Owens, então o atleta mais veloz do mundo. Como se fosse comum chefes de estado: 1º estarem presentes ao desenrolar de todos os jogos e, 2º, cumprimentarem um por um os ganhadores de medalhas. Mas mais esta mentira - já vivemos um século de mentiras - serviu para criar e alicerçar o conceito de que o alemão “nazista” era RACISTA. Esta mentira teve efeito tão contundente, que faz com que o alemão de hoje não ousa empregar nem mesmo um derivativo, que lembre a palavra raça. Constrangido, não consegue protestar contra a invasão em massa que seu país vem sofrendo por povos estranhos.

Os detratores sempre alegam as Leis de Nurenbergue editadas em 15.9.1935 pelo governo nacional-socialista alemão. Na realidade estas leis são três. A primeira descreve a bandeira nacional do Reich. A segunda define o direito à cidadania alemã. Foi o Reichsbürgergesetz. Finalmente a terceira, a polêmica, denominada Gesetze zum Schutz des Deutschen Blutes und der deutschen Ehre(Leis de Proteção ao Sangue e à Honra Alemã). Esta é a que impede o casamento entre judeus e alemães ou pessoas de sangue afim. Lhes proíbe a cidadania alemã. Define com detalhes quem é judeu. Proíbe-lhes o hasteamento da bandeira alemã, mas permite que exponham suas próprias cores. Não se encontra no texto alguma disposição que os segregue da população. Há que se considerar aqui que a comunidade judaica mundial - o estado de Israel ainda não existia - já havia se colocado em oposição à Alemanha, declarando-lhe GUERRA e anunciando boicote aos seus produtos ao redor do mundo.

Assim, se houve a prática de RACISMO, no verdadeiro sentido segregacionista, isto aconteceu no outro lado do Atlântico, nos Estados Unidos, nos proeminentes USA. Foram os RACISTAS os que hoje se arvoram lideres do nosso mundo e promovem a difamação dos germânicos. É contra eles que vale o presságio sinistro feito por Muhammad Ali, nesta entrevista na BBC londrina, que acabaram de assistir. Foi nos Estados Unidos que até 1967 vigoraram leis que discriminavam os negros, os mesmos negros que haviam importado a força! E é bom não esquecer que o Apartheid funcionou também na África do Sul britânica, isto até 1985.

Cassius Clay, seu irmão Rudolph e a mãe eram metodistas. O pai católico. Quando adotou a religião muçulmana, Cassius passou a usar o nome Muhammad Ali. Faleceu em junho deste ano, deixando esposa e nove filhos.
Toedter


2 comentários:

  1. Uma das bases do nazismo é a raça. E acho certo considerar a raça um fator do elemento civilizatorio. A Eugênia que promove o aperfeiçoamento da raça era implementada ou projetada a ser em várias nações. O problema é esvaziar a palavra raça de seu significado completo e também a conotação da palavra racismo,se implicância gratuita, ser usada para borrar tudo de real que o conceito de raça implica.

    ResponderExcluir
  2. O QUE REALMENTE SIGNIFICA A PALAVRA "RACISMO"?
    ================================
    Racismo: Vocábulo empregado indiscriminadamente para constranger qualquer
    manifestação que contrarie a cartilha que pretende abolir o sentimento de identidade
    racial, através do estímulo à miscigenação. Diferencia-se a perspectiva racial negativa
    (o ódio injustificado contra o diferente), da perspectiva racial positiva, a qual nada mais
    é do que o instinto natural de preservação e amor à herança genética dos
    antepassados. Cumpre lembrar que o conflito nasce da promiscuidade cultural, da
    intromissão de um povo no espaço do outro, onde quer que ocorra; esse é um dado
    histórico. Portanto, a melhor medida para combater o ódio racial é justamente afirmar
    as diferenças raciais e promover uma política sadia de orgulho de cada grupo natural
    em seu território.
    Racismo foi uma palavra mais famosamente cunhada pelo comunista judeu Trotsky,
    com o objetivo de avançar a Ordem Judaica Mundial, vilipendiando todas as raças
    gentias que desejam existir e não serem aniquiladas como um povo diversificado
    dentro da ordem global judaica de vilania e terror. Onde quer que o comunismo judaico
    domine, são promovidos programas de extermínio racial na forma de miscigenação.
    Nunca para os judeus, mas para os gentios. Dentro da Judiação Soviética e então no
    Ocidente com o marxismo kosher judaico. O cristianismo também empurra o mesmo.
    É também um fato que o judeu projeta o que ele é em seus inimigos. A única raça na
    Terra que vê as diferenças raciais como uma licença para matar, escravizar e
    aterrorizar é a raça judia que desumaniza todo o mundo gentio e usa isso para
    explorar, assassinar e prejudicar todos os povos não judeus em sua guerra racial sem
    fim contra a humanidade. Então eles sentam na retaguarda e posam como as vítimas
    para criar uma falsa simpatia e cravar suas presas no pescoço do hospedeiro.

    ResponderExcluir

Escreva aqui o SEU pensamento sobre o assunto. É dispensável repetir o que já é de domínio público. A indicação de links deve ser acompanhada de breve descrição do conteúdo. Mensagens anônimas não são bem-vindas, agressões e baixarias não serão publicadas.