10 de agosto de 2017

DOS JUDEUS E QUEM SÃO ELES

Estes dias alguém me perguntou se eu odiava os judeus. A questão me surpreendeu, nunca nem eu próprio a havia me posto. Haveria que se esclarecer antes de mais nada o que é ódio. Puxei o dicionário e só de substantivos encontrei: aversão, rancor profundo, raiva, antipatia, repugnância, abomínio. É uma escala de sentimentos ampla que vai desde o não tomar conhecimento da entidade repudiada até o enfrentamento raivoso. Acho que quem generaliza está errado, pois gente não são bonecos, robôs saídos do mesmo molde. Conheci judeus bem simpáticos e outros menos, como soe acontecer em relação a quaisquer outras pessoas. A pergunta como foi feita parece irrespondível.

Mesmo assim é uma questão que está no ar e merece alguma atenção. Lá no início do século XVI, há quinhentos anos, a Ordem dos Dominicanos lançou uma campanha que pretendia convencer o imperador do Sacro Império Romano-Germânico a mandar queimar todos os exemplares do TALMUD, livro santo e de regras de comportamento dos judeus. Quem os defendeu apaixonadamente foi o grande reformador da religião cristã MARTIN LUTHER. Intercedeu junto aos poderosos do império, lamentou o destino que eles estariam enfrentando na diáspora e que eram merecedores de todo o amor cristão.

Acontece que mais tarde LUTHER estudou e aprendeu o idioma hebraico, o que o fez ler o TALMUD. Sua opinião sobre os judeus mudou drasticamente e o grande Luther passou a advertir o mundo sobre o perigo que representam. O TALMUD não é de fácil acesso. Parece que são cinco volumes. Se os excertos que aparecem acá e acolá forem verdade, aí já não seria mais o caso de perguntar se alguém tem raiva dos israelitas. Teriam que ser chamados pela tal “Comunidade Internacional”, da qual tanto se fala, para prestar sérias contas. Como não sei se o que se revela procede ou não, não posso deixar que influencie os meus sentimentos em relação ao grupo populacional.

Em 1543 foi publicado o livro que MARTIN LUTHER escreveu sob o título “Von den Juden und ihren Lügen” - DOS JUDEUS E SUAS MENTIRAS. Existe uma edição em português feita pela Editora Revisão, de saudosa memória.

SER JUDEU É RELIGIÃO. Não é nacionalidade e também não quer dizer que pertença a um grupo étnico. Esta particularidade dificulta qualquer forma de julgamento. Eles têm lá agora o seu Estado, mas na realidade vivem no mundo todo. Se dizem SEMITAS e reclamam do ANTISEMITISMO, mas apenas uma minoria ainda tem origens hebraicas, seria portanto semita.

Através do célebre Discurso de Freedman (veja no Google – Também o meu livro “Pobre Mundo Novo” traz uma tradução) vamos saber que, dos que se consideram hoje judeus, 92% são Khazares. Estes nada têm de semitas. É um povo turc-mongol, que vivia no centro da Ásia e adotou a religião judaica. Pressionados por Gengis-Khan vieram se espraiar para o oeste.

Quero lembrar aqui que, enquanto Hitler estimulava a emigração dos 600 mil judeus que viviam na Alemanha em 1933, os países ocidentais, inclusive o Brasil, receberam ordens de “alguém”, para não lhes conceder Visto de Entrada. Não seria esse mesmo “alguém” aquele que EM NOME DA JUDEA (Israel ainda não existia)
fez a célebre DECLARAÇÃO DE GUERRA à Alemanha, tão logo que Hitler assumira o poder seis anos antes?

Então se apresenta uma pergunta: será que Judeu é mesmo tudo o que nós pensamos? Ou não poderia ser um grande grupo populacional, que está sendo usado, até como “bucha de canhão”, quando necessário, por uma CÚPULA inominável, da qual sabemos que pretende reger, ou já está regendo os destinos do planeta?


Nesta cúpula tem de tudo, tem também judeus. Desta cúpula, sim, e dos seus SERVIÇAIS, de tudo isto sinto ódio imenso.

31 comentários:

  1. Mateus 07:16 "Pelos seus frutos os conhecereis" - Por que será que Gustavo Barroso ponderou "A Guerra é seara do judeu" - Isto foi uma especulação, uma expressão infeliz má formulada ou plena de coerência com a cronologia histórica até a presente realidade?

    http://www.tribunapr.com.br/noticias/politica/fachin-rejeita-incluir-temer-em-inquerito-do-quadrilhao/ O que se constata, hoje, é profundamente dessalentador - decorrente de todas injustiças que se avolumaram desde a difamação, tortura e execução de Nosso Senhor Jesus Cristo.

    PELOS SEUS FRUTOS OS CONHECEREIS
    http://4.bp.blogspot.com/-fynzdyuhKWQ/VRwBNUykHxI/AAAAAAAAIhc/j3hNgot8KIk/s1600/mentira.png

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Porque não é judeu o que o é exteriormente, nem é circuncisão a que o é exteriormente na carne (pênis). Mas é judeu o que o é no interior, e circuncisão a que é do coração, no espírito (Obra do Espírito Santo), não na letra (a Lei, que mata); cujo louvor não provém dos homens, mas de Deus."
      (Romanos 2:28,29)

      "Portanto, eu (Senhor Jesus) vos (aos judeus) digo que o reino de Deus vos será tirado, e será dado a uma nação (os gentios) que dê os seus frutos."
      (Mateus 21:43)

      Traduzindo: como negaram Cristo Jesus, todos esses que são chamados comumente de judeus, khazares ou não, são na verdade da Sinagoga de Satanás.

      "A Guerra é seara do judeu", que eu saiba a frase é de um judeu chamado Ginsberg. Mas pode ter tido também. É é até questão de lógica pois no Velho Testamento d'us é chamado de "Senhor dos Exércitos"! No Novo Testamento Deus é chamado de Amor.

      Para que servem exércitos? Para cumprir aqueles certos versículos de Deuteronômio contra goyins?

      "Pelos seus frutos os conhecereis", correto para minha explanação acima e a seguinte:

      Bolsonaro finalmente com partido novo, o tal PATRIOTAS (sic). Mas será que o nome do partido condiz com as atitudes de "patriotismo" do ilustre candidato? Vejamos:

      - Em 2013, diante da espionagem norte americana no Brasil votou contra a moção de repúdio sob o pretexto de o país ser grande parceiro comercial;

      - Em entrevista ao jornal The Washington Post, Bolsonaro declarou que a base de Alcântara seria dos americanos categoricamente, alias em fala disse que a prioridade do país frente relações internacionais seriam EUA e Israel;

      - Em entrevista a Nando Moura declarou que a Amazônia não era mais nossa por "não sabermos nos gerir" e que o ideal seria nações mais fortes "cooperarem" com a região;

      - Em 2016 Bolsonaro votou pela entrega do Pré-Sal, entrega de um recurso estratégico a nação de mãos beijadas;

      - Votou pela PEC 241, Terceirização e Reforma Trabalhista, demonstrou estar do lado dos grandes empresários e elites agropecuárias e não do lado dos trabalhadores;

      - Declarou ser favorável as privatizações de estatais como a Petrobrás e ao estado mínimo, reiterando o discurso neoliberal econômico que mata mais e mais o país economicamente e nos transforma em colônia de extração;

      - Nos anos 90 dizia ser favorável a uma guerra civil (ou seja brasileiros lutando contra brasileiros) e que sonegava impostos (dando um tiro no próprio pé, pois vive dos recursos do erário público, e não só ele como toda a família);

      - A última é a proposta de esterilização "desburocratizada" como forma de controle familiar que na realidade é mais um projeto eugenista da NOM disfarçada de planejamento familiar, sendo que no Brasil o problema jamais foi de superpopulação, mas sim, de má locação populacional, algo que reforma agrária, maior atuação do estado e planejamento urbano resolveria a longo prazo;

      Não se engane com "mitagens", Bolsonaro não é patriota nem aqui nem na pqp, é só mais um oportunista que usou do antipetismo pra se promover. Alguém que não consegue sair de kit gay e armas, e que não tem noção nem de sociedade e nem do que faz no Congresso.
      (Texto de Roberto Panoff)

      Patriota??!! Nada neste país está tão ruim que não possa piorar.

      Cobalto

      Excluir
    2. https://www.youtube.com/watch?v=2zh7RwWqYl8

      EUA não tem embaixadores, apenas espiões, imperialistas e golpistas. Quanta dificuldade para entender isso!

      Essa foi a segunda vez, a segunda vez, a segunda vez, a segunda vez comprovada da intenção deles invadirem militarmente o Brasil. Foi a segunda vez, se-gun-da! Não chega ainda para saber quem realmente são, o que pensam e como veem o Brasil?!!

      Aqui a primeira intenção comprovada de invasão militar:
      https://www.youtube.com/watch?v=cSwsseNmHmA

      Sem falar no suicídio (ou assassinato?) de Getúlio Vargas onde também encontramos seus rastros.

      E os brasileiros não aprendem! Falta o quê? O quê?!! Nada neste país está tão ruim que não possa piorar.

      Cobalto

      Excluir
  2. "Se os excertos que aparecem acá e acolá forem verdade, aí já não seria mais o caso de perguntar se alguém tem raiva dos israelitas"

    em cheio eheheh, nao podia ter feito melhor confissao da sua preferencia odiosa sem dizer nada directamente, bestial kkkkkkkkk. foi optimo ter escolhido o lutero e podia por a cereja no topo do bolo com a fraude dos protocolos de siao.

    o livro sobre os judeus e suas mentiras do lutero e mais um clássico do antisemitismo cristao que influenciou nao so o nazismo, mas influencia o antisemitismo evangelico alo alo evangelicos kkkkkkkk, ate hoje, lutero apenas copiou o que os pais da Igreja justiniano, crisostomo, irineu, agostinho, inácio, orígenes formularam ou seja o antisemitismo. foi apos a morte dos apostolos que comecou a animosidade contra os judeus, santo agostinho elaborou a doutrina que representa os judeus e a nacao de israel como sendo testemunhas da verdade do cristianismo. os judeus serviram para nos deixar o legado da fe e da verdade crista. agora eles deveriam estar em constante humilhacao quanto ao triunfo da Igreja sobre a sinagoga. assim, os monarcas do imperio romano deveriam ver os judeus como servos quando os judeus eram utilizados como bibliotecarios escravos para manter os escritos hebraicos, usados tambem para a pratica da usura em outras palavras as almas dos judeus ja estariam perdidas de qualquer jeito.

    assim, no período que antecedeu as cruzadas a semente do anti-semitismo ja estava lancada, a deterioracao da posicao judia na sociedade estava ganhando espaco. a judeufobia virulenta estava primeiramente somente dentro do clero, que orientavam as ovelhas para que ficassem longe dos judeus. a medida que o cristianismo crescia, crescia tambem a aversao pela nacao de israel e pelo povo judeu tal atitude, os cristaos medievais eram tao ignorantes que acreditavam que os judeus possuiam uma pequena cauda, por serem amaldicoados por d'us por terem matado jesus, fora outras baboseiras criadas ao longo dos seculos. engraçado que recentemente surgiu uma história que hitler teria o avo paterno judeu. e contrariando o que alguns dizem aqui a ascendência de um judeu, primariamente e reconhecida pelo lado materno e nao paterno. quem le o livro de neemias podera verificar isso.

    pai judeu e mae gentia -filho gentio. torna-se judeu em caso de conversao
    pai gentio e mãe judia -filho judeu. torna-se gentio, caso torne-se cristão, budista, etc... mas mesmo assim é reconhecido etnicamente como judeu.
    ja os islamicos, sao sempre islamicos, filhos de casamentos islamico sao islamicos, filhos de casamentos mistos em que a mae nao e arabe sao islamicos tambem, seguem sempre a religiao paterna.

    continua

    ResponderExcluir


  3. continuacao

    O anti-semitismo de Lutero persistiu apos a sua morte, ao longo de todo o ano 1580, motins expulsaram judeus de varios estados luteranos alemaes. a opiniao predominante entre os historiadores e que a sua retorica antijudaica contribuiu significativamente para o desenvolvimento do anti-semitismo na alemanha, e na decada de 1930 e 1940 auxiliou na fundamentacao do ideal do nazismo de ataques a judeus. O proprio adolf hitler em sua autobiografia mein kampf considerou lutero uma das tres maiores figuras da alemanha, juntamente com frederico, o grande, e richard wagner. Em 5 de outubro de 1933, o pastor wilhelm rehm de reutlingen, declarou publicamente, que "hitler nao teria sido possível, sem martinho lutero". julius streicher, o editor do jornal nazista der sturmer, argumentou durante sua defesa no julgamento de nuremberg "que nunca havia dito nada sobre os judeus que martinho lutero nao tivesse dito 400 anos antes". martinho lutero foi anti-semita: "a alemanha deve ficar livre de judeus, aos quais apos serem expulsos, devem ser despojados de todo dinheiro e joias, prata e ouro, e que fossem incendiadas suas sinagogas e escolas, suas casas derrubadas e destruídas (…), postos sob um telheiro ou estabulo como os ciganos (…), na miséria e no cativeiro assim que estes vermes venenosos se lamentassem de nos e se queixassem incessantemente a deus". – "Sobre os judeus e suas mentiras" de martinho lutero. a unica diferenca dos nazistas e que ele nao prega um antissemitismo racial ou racista, como foi o caso nazista. permanece na esfera do antijudaísmo religioso cristao, mesmo que se expresse de forma extremamente violenta.

    a soluçao final de lutero.

    “Em primeiro lugar, queimem-se suas sinagogas e suas escolas.”
    “Em segundo lugar, recomendo que suas casas sejam também arrasadas e destruídas.”
    “terceiro, recomendo que todos os seus livros de oração sejam tirados deles.”
    e queimados em praça publica nao kkkkk
    “quarto, recomendo que seus rabis sejam proibidos de ensinar, sob pena de morte ou de amputacao.” para religioso nao era de modas
    “quinto, recomendo que o salvo-conduto para o livre-transito nas estradas seja completamente negado para os judeus.”
    “sexto, recomendo que todo o dinheiro e pecas de ouro e prata sejam tomados deles e colocados sob custodia.”

    essa da declaracao de guerra dos judeus a alemanha e boa, mais uma pantominice.kkkkk anti semita descontextualizada, houve um apelo ao boicote pelos judeus de produtos alemaes, nao consumir,.

    ResponderExcluir

  4. "Acontece que mais tarde LUTHER estudou e aprendeu o idioma hebraico, o que o fez ler o TALMUD. Sua opinião sobre os judeus mudou drasticamente e o grande Luther passou a advertir o mundo sobre o perigo que representam."

    esta e muito boa pelo desconhecimento sobre o herege lutero, acontece que no passado já houve debates entre cristãos e judeus sobre o talmud e outras questoes kkkkkkk so quem nunca estudou nao sabe.

    a idade media . lembra-nos o que? as cruzadas? a inquisicao? as torturas? embora geralmente nao seja um período associado com abertas discussoes religiosas, naquela epoca, no ano 1263, ocorreu um dos mais famosos debates entre judeus e cristaos da historia da europa, coitado do herege lutero quem estava envolvido nele? quais eram as questoes suscitadas? durante toda a idade media, a igreja catolica romana apresentava-se como a religiao verdadeira, no entanto, o povo judeu nunca tinha renunciado a sua afirmacao de ser o povo escolhido de deus, a incapacidade da igreja, de convencer os judeus da necessidade de se converter, resultou em frustracao e em frequente violencia e perseguicao, durante as cruzadas, dezenas de milhares de judeus foram massacrados ou queimados na estaca diante da escolha entre o batismo ou a morte, em muitos países, o anti-semitismo inspirado pela Igreja era a ordem do dia.

    no entanto, na espanha catolica dos seculos 12 e 13 prevaleceu um espírito diferente, permitiu-se aos judeus a liberdade religiosa desde que não atacassem a crenca crista e eles receberam ate mesmo cargos importantes na corte do rei. mas depois de um seculo de tal favor, os sacerdotes dominicanos tomaram medidas para diminuir a influencia judaica na sociedade e para converter os judeus ao catolicismo, o rei jaime I, de aragao, foi pressionado pelos dominicanos a providenciar um debate oficial, cujo objetivo seria provar a inferioridade da religiao judaica e a necessidade de todos os judeus se converterem. este nao foi o primeiro debate entre judeus e cristaos, no ano 1240, realizou-se uma discussao oficial em paris, na frança. cujo principal objectivo era por em julgamento o talmude, o livro sagrado dos judeus. todavia, permitiu-se pouca liberdade de expressao aos participantes judeus. depois que a igreja proclamou sua vitoria, muitos exemplares do talmude foram queimados nas praças publicas. mas o espírito mais tolerante do rei jaime I, de aragao, nao permitiu tal julgamento simulado. dando-se conta disso, os dominicanos tentaram um angulo diferente. conforme hyam maccoby expressa no seu livro Judaism on trial , eles convidaram os judeus para um debate, a título de cortesia e persuasao, em vez de denuncia, como em paris. os dominicanos designaram como seu principal representante pablo christiani, um judeu que se convertera ao catolicismo e se tornara sacerdote dominicano. recorrendo ao conhecimento que pablo christiani tinha dos escritos talmudicos e rabínicos, os dominicanos tinham certeza de que podiam provar seu lado na questão.

    continua

    ResponderExcluir
  5. continuacao


    do lado judaico o representante foi Nachmanides e porque? porque na espanha havia so uma pessoa do calibre espiritual necessario para representar o lado dos judeus no debate, moisés ben nachman, ou nachmanides, que ja se distinguira na adolescencia como erudito bíblico e talmudico. ja escrevera comentarios sobre a maior parte do talmude, e pouco depois foi um dos principais porta-vozes na mediacao da controversia sobre os escritos de maimonides, que ameaçava dividir a comunidade judaica, nachmanides e considerado o maior erudito bíblico e talmudico judeu da sua geracao, talvez apenas inferior a maimonides na influencia que exerceu sobre o judaísmo daquele período, nachmanides relutou em concordar com o debate, dando-se conta de que os dominicanos nao pretendiam ser imparciais, ele devia responder a perguntas, mas nao podia fazer nenhuma, no entanto, acedeu a solicitacao do rei, pedindo permissao para falar livremente nas suas respostas. o rei jaime I concordou com isso. tal permissao para liberdade de expressao relativa nao tinha precedentes, nem se repetiu na Idade media, sendo uma evidencia clara da alta consideracao que o rei tinha para com nachmanides. mesmo assim, nachmanides tinha receios. se fosse considerado muito antagonico no debate, haveria repercussoes desastrosas tanto para ele como para a comunidade judaica. poderia irromper violência a qualquer momento, a igreja não tinha duvida quanto ao resultado do debate. os dominicanos declararam que o objetivo do debate nao era o de que a fe fosse posta em questãao como se existissem duvidas a respeito dela, mas era destruir os erros dos judeus e eliminar a confiante fe de muitos judeus. nachmanides começou por dizer, “Os debates anteriores entre gentios e judeus referiam-se a muitos aspectos de observancias religiosas dos quais o princípio fundamental da crença nao depende, no entanto, nesta corte real, desejo debater apenas os verdadeiros motivos da controversia, concordou-se entao em limitar os assuntos a se o messias ja viera, se ele era deus ou homem, e se os judeus ou os cristaos possuíam a verdadeira lei. no seu argumento inicial, pablo christiani declarou que ele provaria a base do talmude que o messias ja viera. nachmanides retrucou que, se isso fosse verdade, por que nao era Jesus aceito pelos rabinos que aceitavam o talmude? Em vez de basear seus argumentos em claros raciocínios bíblicos, christiani citou vez apos vez obscuras passagens rabínicas para confirmar seus argumentos, nachmanides refutou-as ponto por ponto por mostrar que estavam sendo citadas fora do contexto. era de esperar que nachmanides conseguisse mostrar que era o mais competente em debater esses escritos aos quais devotara uma vida de estudos. Mesmo quando christiani citou as escrituras, sua argumentacao destacava pontos facilmente refutaveis.embora restrito a responder a perguntas,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pergunta: "É ‘o Servo Sofredor’ de Isaías 53 uma profecia sobre Jesus?"

      Resposta: Talvez a maior de todas as profecias messiânicas no Tanakh (as Escrituras Hebraicas/o Antigo Testamento) sobre o advento do Messias judeu seja encontrada no capítulo 53 do profeta Isaías. Esta seção dos Profetas, conhecida como o "Servo Sofredor", tem sido por muito tempo enxergada pelos rabinos históricos do Judaísmo como falando do Redentor que um dia viria a Sião. Aqui está uma amostra do que o Judaísmo tem tradicionalmente acreditado sobre a identidade do "Servo Sofredor" de Isaías 53:

      O Talmude babilônico diz: "O Messias, qual é o seu nome? Os rabinos dizem: o Estudioso de Aflições, assim como se diz, 'verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido...'" (Sinédrio 98b).

      Midrash Rabbah Ruth diz: "Uma outra explicação (de Rute 2:14): Ele está falando do rei Messias; 'Achega-te para aqui,' aproxima-te para o lugar real; e ‘come do pão', isto é, o pão do reino; e ‘molhe no vinagre o teu bocado’, isto se refere aos seus sofrimentos, como se diz: 'Mas ele foi ferido pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades’".

      O Targum Jonathan diz: "Eis que o meu servo Messias prosperará; ele será exaltado, elevado e será extremamente forte."

      O Zohar diz: “‘Ele foi ferido pelas nossas transgressões’, etc... Há no Jardim do Éden um palácio chamado de Palácio dos Filhos da Doença; o Messias entra então neste palácio, e convoca cada enfermidade, cada dor e cada castigo de Israel; todos esses vêm e repousam sobre ele. E se ele não tivesse aliviado esse peso de Israel e colocado-os sobre si, não haveria nenhum outro homem capaz de suportar os castigos de Israel pela transgressão da lei: e isso é o que está escrito: 'Certamente nossas enfermidades ele carregou’".

      O grande (Rambam) Rabi, Moisés Maimônides, diz: "Qual seria a forma do advento do Messias.... erguer-se-á um que ninguém conhecia antes, e sinais e prodígios que testemunharão sendo realizados por ele serão as provas de sua verdadeira origem; porque o Todo-Poderoso, quando nos declara a sua mente sobre este assunto, diz: ‘Aqui está o homem cujo nome é Renovo, e ele sairá do seu lugar e construirá o templo do Senhor’ (Zacarias 6:12). Isaías fala da mesma forma da época em que ele se manifestará, sem conhecer-se pai nem mãe ou a família, Ele surgiu diante dele, como renovo e raiz de uma terra seca, etc... nas palavras de Isaías, ao descrever a maneira em que essas coisas lhe são reveladas, para ele os reis fecharão a sua boca; pois viram aquilo que não lhes tinha sido dito, e o que nunca tinham ouvido entenderam."

      Infelizmente, os rabinos modernos do Judaísmo acreditam que o "Servo Sofredor" de Isaías 53 talvez se refira a Israel (*), ou ao próprio Isaías, ou mesmo a Moisés ou outro dos profetas judeus. Mas Isaías é claro - ele fala do Messias, como muitos antigos rabinos concluíram.

      O segundo versículo de Isaías 53 confirma essa clareza. A figura cresce como "um renovo perante ele, e como raiz de uma terra seca." O renovo brotando com certeza é uma referência ao Messias e, na verdade, é uma comum referência messiânica de Isaías e outros lugares. A dinastia davídica era para ser cortada no julgamento como uma árvore derrubada, mas Israel tinha a promessa de que um renovo surgiria do tronco. O Rei Messias era o que brotaria.

      Além de qualquer dúvida, o "Servo Sofredor" de Isaías 53 refere-se ao Messias. Ele é altamente exaltado e diante do qual os reis fecharão a boca. O Messias é o renovo que surgiu da caída dinastia davídica. Ele se tornou o Rei dos Reis. Ele forneceu a expiação final.

      (continua)

      Excluir
    2. (continuação final)

      Isaías 53 deve ser entendido como se referindo à vinda do Rei Davi, o Messias. O Rei Messias foi profetizado para sofrer e morrer para pagar por nossos pecados e depois ressurgir novamente. Ele serviria como um sacerdote para as nações do mundo e aplicaria o sangue da expiação para purificar aqueles que acreditam. Há apenas Um a quem isso pode estar se referindo -Jesus Cristo!

      Aqueles que o confessam são os Seus filhos, Sua descendência prometida e os despojos da Sua vitória. Segundo o testemunho dos apóstolos judeus, Jesus morreu por nossos pecados, ressuscitou, ascendeu à mão direita de Deus e agora serve como o nosso grande Sumo Sacerdote que nos limpa do pecado (Hebreus 2:17; 8:1). Jesus, o Messias judeu, foi o previsto por Isaías.

      O rabino Moshe Cohen Ibn Crispin disse: "Este rabino descreve aqueles que interpretam Isaías 53 como uma referência a Israel como aqueles que abandonaram o conhecimento de nossos Mestres, e inclinaram-se de acordo com a 'teimosia de seus próprios corações', e da sua própria opinião; tenho o prazer de interpretá-lo, de acordo com o ensinamento de nossos rabinos, sobre o Rei Messias. Esta profecia foi proferida por Isaías por ordem divina com o propósito de dar-nos a conhecer algo sobre a natureza do futuro Messias, o que estava por vir e libertar Israel, e sobre sua vida, do dia em que chegou discretamente até o seu advento como um redentor, a fim de que se alguém surgisse afirmando ser o Messias, pudéssemos então refletir e olhar para ver se podemos de fato observar nele qualquer semelhança com as características descritas aqui; se houver alguma semelhança, então podemos acreditar que ele seja o Messias nossa justiça; mas se não, então não podemos fazê-lo."
      https://www.gotquestions.org/Portugues/servo-sofredor.html

      (*) Satanás queria ser Deus, e por isso foi expulso e vive errante, e de anjo virou demônio. Os judeus também pensam que são Deus, por isso foram expulsos e são errantes pela Terra, e de eleitos agora são deserdados:

      "O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; e, visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos."
      Oséias 4:6

      "Portanto, eu vos digo que o reino de Deus vos será tirado, e será dado a uma nação que dê os seus frutos."
      Mateus 21:43

      "Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira."
      João 8:44

      Deus acusa Israel em Oséias 4: 1,3:
      " Senhor Deus tem uma acusação a fazer contra o povo que vive neste país. Escutem, israelitas, o que Deus está dizendo:
      — Não há sinceridade, não há bondade, e ninguém neste país quer saber de Deus. Juram falso, mentem, matam, roubam e cometem adultério. Os crimes e os assassinatos aumentam. Por isso, a terra ficará seca, e tudo o que vive nela morrerá. Morrerão os animais, as aves e até os peixes."

      Acaso não é isso que acontece onde judeus se instalam? Pecados sobre pecados, crimes e mais crimes, inversão de valores, destruição da família, mentalidade mercantilista e usurária destruindo os recursos naturais, poluindo etc? Não é assim? Todas nações que os receberam não pereceram ou estão em vias de extinção?!!

      Excluir


  6. continuaçao



    nachmanides conseguiu apresentar um poderoso argumento que mostrou por que a posicao da igreja católica era inaceitavel, tanto para os judeus como para outras pessoas de reflexao. declarou a respeito da doutrina da trindade, “a mente de qualquer judeu ou de qualquer homem não lhe permite crer que o criador do ceu e da terra, passasse pelo ventre duma mulher judia. e mais tarde fosse entregue as maos dos seus inimigos, que o mataram.” nachmanides declarou concisamente: “aquilo que credes e que e a raiz da vossa crença, nao e aceitavel para a mente racional" destacando uma incoerencia que ate o dia de hoje tem impedido que muitos judeus sequer considerem a possibilidade de jesus ser o messias, nachmanides enfatizou a extrema culpa de sangue da Igreja. ele disse “o profeta declarou que, no tempo do messias, . . . converterao suas espadas em enxadoes e as suas lanças em foices; nao levantara espada nacao contra nacao, nem aprenderao mais a guerra. desde os dias do nazareno ate agora, o mundo todo tem estado cheio de violencia e de roubo, os cristaos derramam mais sangue do que as demais naçoes, e levam tambem vidas imoraisc,omo seria difícil para vos, meu senhor, o rei, e esses seus cavalheiros, se eles nem aprendessem mais a guerra!” — Isaías 2:4.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sobre o debate entre o duvidoso convertido com o rabino, simplesmente bastaria citar Isaías e Carta aos Hebreus. Talmud é totalmente de inspiração anticristã e satânica.

      Mas citando Isaías?! Aquele que, conforme informa a tradição rabínica, sua morte (mais outro profeta assassinado pelos judeus) teria sido colocado dentro de um tronco de árvore e serrado ao meio?! Quando um profeta lhe convém, citam-no, e quando algum versículo convém, citam-no também.

      O que não gostam e não citam é que o profeta Isaías transmitiu várias profecias sobre a vinda do Messias, o Salvador do mundo. Ele profetizou que o Messias iria:

      - ser descendente do rei Davi – Isaías 11:2
      - nascer de uma virgem – Isaías 7:14
      - sofrer e morrer por nossos pecados – Isaías 53:4-5

      Jesus cumpriu todos os requisitos, e mesmo assim, o assassinaram. É incontestavelmente crime e pecado de deicídio. Deicídio é exclusividade judaica, como resposta, Deus destruiu-lhes o Templo e retirou-lhes a eleição:

      "Portanto, eu vos digo que o reino de Deus vos será tirado, e será dado a uma nação que dê os seus frutos."
      Mateus 21:43

      Excluir
    2. Também não se pode esquecer que Satanás é o acusador dos santos (a Igreja, os cristãos) e, aqueles que fazem parte de sua sinagoga não serão diferentes (Apocalipse 12 : 10). Essa é outra semelhança entre judeus e Satanás.

      Excluir
  7. continuaçao

    Depois da quarta sessao, o rei encerrou o debate. ele disse a nachmanides: “nunca vi um homem que nao tinha razao argumentar tao bem como vos.” fiel a sua promessa, de garantir liberdade de expressao e protecao a nachmanides, o rei jaime I, de aragao, mandou-o para casa, com um presente de 300 dinares. a pedido do bispo de gerona, nachmanides fez um registro escrito do debate. embora os dominicanos proclamassem uma vitoria decisiva, ficaram claramente perturbados. mais tarde, acusaram nachmanides de blasfemia contra a Igreja, usando como prova os escritos dele sobre o debate. insatisfeitos com o tratamento que o rei dera a nachmanides, os dominicanos apelaram para o papa clemente IV. embora nachmanides tivesse mais de 70 anos, foi banido da espanha. o que nachmanides refutou tao bem nao era o verdadeiro cristianismo, mas, antes, doutrinas forjadas pelo homem, tais como o ensino da trindade, inventado pela cristandade nos seculos depois de jesus. o comportamento imoral da cristandade e seu brutal derramamento de sangue, tao destemidamente destacados por nachmanides, também sao indisputavel historia registrada. nachmanides e outros judeus nao se convenceram com os argumentos a favor do cristianismo. alem disso, os argumentos de pablo christiani nao se baseavam em raciocínio claro fundamentado nas escrituras hebraicas, mas em fontes rabínicas mal aplicadas. os cristãos nunca venceram um debate usando argumentos, na idade media na espanha os padres foram facilmente vencidos no debate por maimonides, os cristaos so prevaleceram na forca, se os cristaos tivessem se mantido pacificos nunca teriam chegado a alguma coisa, isso e obvio para quem estuda historia, conversoes forcadas fazem parte da historia do cristianismo.O engraçado e que esse triunfo foi baseado puramente na força militar nunca no debate, parece que a igreja nunca tirou a fe da sinagoga e sempre apelava para conversoes forcadas e no final eles continuavam judeus secretamente. lutero tornou-se anti semita porque os judeus nao se convertiam como ele previa e eram fieis aos seus principios, so pela força. isso fez dele um antisemita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem entrar no mérito muito suspeito de um judeu "convertido" ir a um debate contra seu próprio povo, citar um rei cheio de amantes e filhos bastardos, não praticante e desconhecedor da Bíblia Cristã decidindo o que seja fé cristã não tem mínimo crédito, nem relevância alguma. Pelo contrário. Só desesperados pra considerar tal indivíduo como parâmetro em favor de si.

      Mas vale lembrar que falsas conversões para destruir o Cristianismo de dentro eram práticas comuns aos judeus que se esmeravam deveras, e a Ordem dos Dominicanos foi justamente criada como defesa a esses ataques. Depois, essa Ordem foi destituída dessa função por constarem que a infiltração tinha corrompido a mesma.

      Segundo, os cristãos sempre se mantiveram pacíficos, eram, e são ainda, os judeus os perseguiam por qualquer lugar que os encontravam. Muito desonesto e sofista seus comentários. Mas esperar o que de um judeu?!

      Enquanto Jesus ensina a amar a todos, o judaísmo talmúdico ou não, ensina a matar seus desafetos reais ou imaginários. Podemos verificar mui claramente isso no deicídio de Jesus e no genocídio promovida pela quadrilha Ester e Mardoqueu. Mas esperar algo diferente dessa religião e de seus seguidores estaríamos nós exigindo eles negarem a própria fé.

      Excluir
  8. A Verdade Histórica do Clube Bilderberg (o que eles podem estar planejando)
    =========================
    http://osentinela-blog.blogspot.com.br/2017/07/a-verdadeira-historia-do-clube.html

    ResponderExcluir
  9. Qualquer link do blog revisionista vho está inacessível inclusive http://www.vho.org/aaargh/port/port.html http://vho.org/aaargh/fran/livres9/BORREGOdermund.pdf .... corroborando + uma vez a premissa QUEM NÃO DEVE NÃO TEME.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso porque a vinda do Anticristo, um judeu, está próxima. Já estão bem adiantados os preparativos para a reconstrução do Templo para entronizá-lo e retornar aos sacrifícios de animais nele, conforme trabalha arduamente a Sinagoga de Satanás. O diabo assim como os judeus (João 8:44) temem a verdade, por isso precisam manter todos no escuro impedindo que a luz da verdade clareie as mentes e os povos.

      Excluir
  10. deicidio kkkkkkkk ha mentes mesmo antisemitas



    deicidio kkkkk. mais um labeu antisemita, para ja para haver deicidio e necessario que tenha havido divindade, ou seja um deus, e como apareceu essa divindade? esse deus? nada mais nada menos que da vontade do proprio deus que atraves de uma judia e porque judia? porque esse deus foi inventado pelos judeus, logo ha uma consequencia logica que tenha sido e aparecido nos judeus e nao noutros povos que nao tinham ou acredtavam nesse deus. isto vem confirmar o deus dos hebreus e o povo eleito como o escolhido para a vinda do messias, a historia da escolha de uma judia virgem para concepcao por deus de um seu filho, que permanece virgem apos o nascimento de jesus e que e entregue aos inimigos para ser morto para nossa redencao, e uma construcao mental que desafia todos os raciocinios logicos e mentais intelectuais, e so satisfaz quem criou tal teologia e acredita nela, de facto nachaminades tinha toda a razao. e mais digo eu, acreditar nao e saber ultrapassa tudo isso. depois temos outra construcao fantastica a trindade, um sublime exercicio mental humano pelo qual deus se divide e se torna numa parte humano, claro que voltamos ao mesmo acreditar nao implica saber, por isso existem os dogmas. mas jesus existiu e era o messias? outra questao, nao escreveu nada, a semelhança de socrates, acreditamos porque? pelos testemunhos, serao fiaveis os seus discipulos? quem cre nao duvida pois crer nao implica saber, mas nao ha nenhum historiador da epoca que o refira, ou melhor ha quatro que em quatro linhas e alguns peritos acham que esses textos foram manipulados fazem uma referencia indirecta de alguem ter falado, ter ouvido, etc sobre uma tal personagem na palestina.nenhum deles e categorico afirmativo.

    e o deicidio existiu? se nao ha divindade nao ha deicidio, conclusao logica, mas se houver divindade ha um povo que o matou ou foram alguns? la esta quem tinha poder de decretar a pena de morte era o substituto do imperador romano como administrador e nao os judeus, este submeteu tal condenacao a morte ao "povo" judeu, mas sera mesmo ao povo judeu, kkkkkkk ai evangelistas evangelistas e antisemitas, o que poncio pilatos fez foi apresentar o condenado a morte ao povo presente naquela altura no forum uma pequena multidao ululante com espirito de ver sangue, nao convocou nenhuma consulta ao povo judeu sobre o assunto, como fez herodes no tempo em que jesus nasceu ao convocar um recenseamento este sim geral, alias o ex-papa e grande teologo ratzinger escreveu um livro sobre o assunto em que nao ha culpa do povo judeu mas de uma pequena multidao concentrada ou chamada para tal, hoje em dia seria o mesmo que um grupo de manifestantes implicarem com as suas acçoes toda a populaçao, isto so serve as mentalidades extremistas e radicais de antisemitas.

    repetindo, nunca os catolicos venceram uma discussao com argumentos logicos racionais. nestas questoes, escudam-se atras de dogmas por si criados e dogmas sao dogmas, verdades decretadas que nao admitem contestacao, quem se atreve corria o risco da heresia e um triste final. sao verdades criadas decretadas e aceites ou forcados a aceitar. a logica da força sempre prevaleceu e o antisemitismo começa aqui. crer nao e saber.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deicida, o choro é livre .. e o She'ol te aguarda.

      O Papa pode dizer e escrever o que quiser, ele não tem autoridade para mudar o que Deus disse ou manda, nem manda nEle, deicida.

      Não são, e nunca foram, os judeus que decidem se Jesus é Filho ou não de Deus. É Deus Altíssimo que decide isso. E Ele decidiu e confirmou, e os judeus não creram, por isso o Templo foi destruído e os judeus vivem errantes pela Terra sem paz, expulsos de todos os lugares em todos os séculos, como Satanás que vive errante também sem casa e com o tempo contado.

      “Alegra-te muito, ó filha de Sião; exulta, ó filha de Jerusalém: eis aí te vem o teu Rei, justo e salvador, humilde, montado em jumento, num jumentinho, cria de jumenta.”
      (Zacarias 9: 9)

      https://www.youtube.com/watch?v=lzcraxYinbM

      25 Profecias Cumpridas [em torno da morte de Cristo]:
      http://solascriptura-tt.org/Cristologia/25ProfeciasCumpridasMorteCristo-AELinls.htm

      https://www.youtube.com/watch?v=9oy9VY4pGMc

      Deicida, o choro é livre .. e o She'ol é vossa casa.

      Excluir
    2. "Deicida, o choro é livre .. e o She'ol te aguarda.

      O Papa pode dizer e escrever o que quiser, ele não tem autoridade para mudar o que Deus disse ou manda, nem manda nEle, deicida. "

      kkkki, aqui a autoridade es tu o evangelista.kkkkk

      estes evangelistas, como em todos os discursos nao usam argumentos racionais mas aquilo em que acreditam, falam em deus mas nao o conseguem demonstrar, falam em messias e deus entidades superiores e nao equacionam que nenhum humano os poderia matar nem judeu nem romano. para haver deicidio a questao e simples, e que eles so conseguiram matar jesus pelo simples fato do proprio jesus ter permitido que isso acontecesse, e veja-se foi morto entao por dois povos os judeus e os romanos, um decretou a morte e outro aprovou. kkkkkkkk evangelista evangelista

      poder-se-ia afirmar que, mesmo nao tendo sido os judeus, enquanto povo, os autores da morte de cristo, o foram nas pessoas dos anciaos, sacerdotes e escribas e verdade que jesus sofreu a oposicao desse grupo e que foi julgado e condenado pelo sinedrio. muito embora o tivessem considerado reu da pena maxima, nao foram eles que o crucificarem, nem lhe deram morte, como fizeram, pouco depois, a santo estevao, o protomartir cristao, lapidado por blasfemia, as portas de Jerusalem, pelos fariseus, entre os quais se contava saulo de tarso, o futuro sao paulo. também nao foi o rei herodes quem mandou matar jesus, mas foi o responsavel pelo assassinato de joao baptista, primo de cristo. o governador romano, sabendo que jesus era conhecido como sendo de nazare e, portanto, tido por galileu, embora nascido em belem de Juda, remeteu-o a herodes, para que ele o julgasse. o rei, tendo-o interrogado, nao encontrou nenhuma culpa e, por isso o devolveu a procedencia.


      portanto, de acordo com os relatos bíblicos e outras fontes historicas, a responsabilidade jurídica e legal pela morte de cristo deve ser atribuída a poncio pilatos que, sabendo-o inocente, condenou-o a ser flagelado e crucificado, os judeus quando muito a tal multidao ululante so e responsavel moral. que pilatos tinha consciencia da sua responsabilidade nesse processo iníquo e o que se prova pelas palavras que entao proferiu, enquanto lavava as maos e sujava a sua consciencia. com efeito, se se declarou inocente do sangue daquele justo e porque se sabia responsavel e queria iludir a sua culpa ao validar uma condenaçao de um inocente, como afirma um conhecido adagio jurídico, uma desculpa nao pedida indicia uma manifesta acusacao.

      continua

      Excluir

    3. continuacao

      o episodio o evengelista e tido como um dos menos verossímeis do novo testamento. nao existe nenhum outro caso conhecido em que um procurador romano fosse ouvir o que a populacao achava. ainda mais se esse povo nem romano era. aquilo tudo parece ter sido criado contra os judeus, ha muitos estudos de historiadores nesta prespectiva. mas, se os cristaos eram judeus, por que agir contra o próprio povo? as mensagens religiosas cristas nao se espalharam sozinhas. junto com elas foram todas as denuncias contra o judaísmo presentes nas descricoes da morte de cristo. nao da para dizer que os evangelhos sao anti-semitas afinal, foram escritos por judeus mas, quando lidos no resto do Imperio, passavam uma imagem que incitava atraves dos clerigos facilmente ao odio. as narrativas da paixao sao a matriz do antijudaísmo cristao e, por fim, do anti-semitismo europeu, ate que cristaos e judeus pudessem fazer as pazes, seriam quase 2 mil anos de uma história bem violenta. o imperador constantino fez do cristianismo a religiao oficial do Imperio, as historias dos evangelhos se somaram ao preconceito que ja existia contra os judeus. nao fazia mais sentido culpar os romanos, agora cristianizados, pela morte de jesus. santo agostinho, o mais influente teologo da epoca, determinou a sentenca aos judeus: eles deveriam sobreviver, de forma marginal e inferior, como testemunhas da verdade do cristianismo. ou seja, uma especie de relíquia da época de jesus.

      o evangelista kkkkkkk, agora uma pergunta que nao tem resposta a nao ser para ti e outros crentes pois crer nao e saber, quem morreu na cruz, o jesus homem ou o jesus deus? a morte da divindade nunca teria ocorrido sem sua permissao ou seria um contrasenso impossivel racionalmente,.entao se es religioso, todos nos matamos jesus, porque ele morreu por todos nos pela nossa redençao, essa a resposta evangelista kkkkkkkk. todos nos pecamos em adao, nos somos responsaveis pela morte dele. mas so ha deicidio para quem acredita nesse deus, e deus existe o evangelista? existe sim deus ou outra coisa que tu quiseres mas nao o deus que se interessa pela vida dos homens o deus das pequenas coisas, tem que existir teve que existir chamemos-lhe o que quisermos.

      Excluir
    4. "Não são, e nunca foram, os judeus que decidem se Jesus é Filho ou não de Deus."

      kkkkkkkk o evangelista claro que nao, nos tambem temos cerebro e pensamos kkkkkk ai evangelista.

      e para acabar a dissertaçao,evangelista kikkkkiki repara, existe neste mundo as coisas os seres. Ha seres que começam a existir ou deixam de existir, os entes contingentes, estes entes que tem a possibilidade de nao existir, de nao ser, em algum tempo nao existiam, e impossível que tenham sempre existido.se os entes tem a possibilidade de nao ser, nao ter existido em algum tempo nenhum desses entes existia. se nada existia, nada existiria hoje, aquilo que nao existe nao pode passar a existir por si mesmo. O que existe so pode começar a existir em virtude de um outro ente ja existente, nada existindo, nada existiria. O que nao é verdade, visto que as coisas os seres contingentes agora existem.Por isso nao e verdade que nada existisse. Alguma coisa teria necessariamente que existir para dar, depois, existencia aos entes contingentes, este ser necessário ou tem em si mesmo a razao de sua existência ou a tem de outro. se a sua necessidade de existir dependesse de outro, formar-se-ia uma serie indefinida de necessidades, por isso este ser tem a razao de sua necessidade existencial em si mesmo, nao depende de outros.

      ha coisas que mudam, uma pessoa ve isso a nossa volta,mas e impossível que uma coisa seja motor e movel ao mesmo tempo e para a mesma perfeicao. e impossível, pois, que uma coisa se mude a si mesma, tudo o que muda e mudado por outro, tudo o que se move e movido por outro. o movimento tem que partir de um ser ou ente que seja apenas acto,que tenha apenas potencia, mas a sequencia de movimentos em tempo e espaço finitos tem que ser finita, o universo e finito no tempo pela teoria do big bang e a lei da entropia. o universo principiou e tera fim, nao e infinito no tempo, esse primeiro ente nao podia ter potencia passiva nenhuma, porque se tivesse alguma ele seria movido por um anterior. Logo, o primeiro ente so tem acto. ele e apenas acto,

      Num axioma, nao há efeitos sem causas, procurando a causa de tudo o que nao é obra do homem a nossa razao terá que responder, portanto, o conhecimento nao pode encontrar outra conclusao, senao a de que deus ou a força motriz criadora do universo existe. Por isso racionalmente pode-se chegar a conclusão da existencia de deus. mas tu o evangelista nao te consegues livrar ddo conceito de um deus antropomorfico dos sentimentos de um deus humano.morto pelos judeus. kkkkkkkk

      Excluir
    5. " ... nao foram eles que o crucificarem" ... desesperado esse seu "argumento", mas esperar o quê de um povo que tem uma estatal exclusiva só para cometer assassinatos e crimes com o lema "pela fraude farás a guerra"?!! Quer dizer então que se alguém levanta falsa acusação (olha o lema de novo) contra um inocente que por conta dessa calúnia é morto pelas autoridades jurídicas de ocasião, o falso acusador é inocente da morte dessa pessoa?! ... rs ... desespero, só desespero. Vá pegar tuas 30 moedas, deicida. O She'ol te aguarda.

      "Ele morreu pelos pecados de todos aqueles que nEle crerem", porém, não foram os goyim que O mataram. Foram os judeus (deicidas), mas como os judeus (deicidas) O recusaram, o benefício de Sua morte e Ressureição foi estendida a toda a Humanidade, qualquer pessoa (na Humanidade) que nEle crer. E como os judeus não creem e perseguem o povo de Deus, foram deserdados assim como Satanás também foi deserdado de seu lugar junto a Deus. Deicida, o choro é livre .. e o She'ol te aguarda.

      Não são, e nunca foram, os judeus que decidem se Jesus é Filho ou não de Deus. É Deus Altíssimo que decide isso. E Ele decidiu e confirmou, e os judeus não creram, por isso o Templo foi destruído e os judeus vivem errantes pela Terra sem paz, expulsos de todos os lugares em todos os séculos, como Satanás que vive errante também sem casa e com o tempo contado.

      Deus acusa Israel em Oséias 4: 1,3:

      "Senhor Deus tem uma acusação a fazer contra o povo que vive neste país. Escutem, israelitas, o que Deus está dizendo:

      "— Não há sinceridade, não há bondade, e ninguém neste país quer saber de Deus. Juram falso, mentem, matam, roubam e cometem adultério. Os crimes e os assassinatos aumentam. Por isso, a terra ficará seca, e tudo o que vive nela morrerá. Morrerão os animais, as aves e até os peixes."

      Isso acima é a mais pura verdade. Quando outros viviam na Palestina, era uma terra que abundava leite e mel, e precisava-se de 2 homens para carregar os cachos de uva de tão fartos que eram. Depois que os judeus ali se estabeleceram via genocídio e "pela fraude farás a guerra", nunca mais os cachos de uva passaram a ser maior que a palma de uma mão apenas. Será que as uvas são antissemitas? Será que Deus é antissemita?

      Deicida, o choro é livre e o She'ol é vossa residência final.

      Excluir
    6. Prezados leitores, a ideia deste ensaio não foi a a de provocar discussões sobre religião. O interesse aqui é a participação sionista na situação política em si e o geopolítica.

      Excluir
  11. Os judeus realmente poderosos moram na Europa e nos E.U.A. Em Israel só tem judeu pobre, fanático religioso e assassinos do Mossad, que são bucha de canhão para quando os que realmente mandam no mundo precisam.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente observação! É bem isso mesmo!

      Excluir
  12. http://averdadequeamidianaomostra.blogspot.sg/2014/01/esquerda-hegemonica-falsa-oposicao.html > “El capitalismo [la derecha] y el bolchevismo [la izquierda] tienen las mismas raíces judías, dos ramas del mismo árbol que lleva el mismo fruto. El judaísmo internacional usa ambos a su propia manera para suprimir a las naciones y mantenerlas a su servicio.” <—> Joseph Goebbels, “Die Urheber des Unglücks der Welt,” Das Reich, 21 de Enero de 1945, pp. 1, 3.

    http://averdadequeamidianaomostra.blogspot.sg/2014/01/assine-peticao-para-abolicao-das-urnas.html

    http://www.rafapal.com/?p=29445 NOVAS REVELAÇÕES SOBRE AUSCHWITZ

    http://der-stuermer.org/spanish/Adolf%20Hitler-Mi%20Lucha.pdf MEIN KAMPF > espanhol

    http://blogln.ning.com/profiles/blogs/marginalidade-causa-ou-efeito?xg_source=activity

    ResponderExcluir
  13. Pegando um ganchinho no debate!

    Os Romanos podem até serem os culpados pela crucificação, mas não foi o Governador(da Judeia) que perguntou ao povo(de Israel) se eles prefeririam liberta(matar) um inocente ao in vez de um ladrao(digo terrorista mesmo)!?

    saudações

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "não foi o Governador(da Judeia) que perguntou ao povo(de Israel)"

      Nao foi ao povo de israel, pois e essa e a questao, foi a uma multidao que se encontrava de proposito no forum para esse efeito, o povo de israel era muito mais. Le o livro do ex papa ratezinger sobre o assunto. Os autores materiais legais e juridicos foram os romanos, e nunca tal consulta ao povo numa execucao pelos romanos aconteceu, por isso e duvidoso e nebulodo tal episodio, e nao consegues mostrar documentos historicos de tal sentenca ou decisao.mas tenta.

      Excluir
  14. Hoje até tem os que se dizem ser judeus ou querem se converter pelo glamour de suas façanhas, santa burrice.

    ResponderExcluir

Escreva aqui o SEU pensamento sobre o assunto. É dispensável repetir o que já é de domínio público. A indicação de links deve ser acompanhada de breve descrição do conteúdo. Mensagens anônimas não são bem-vindas, agressões e baixarias não serão publicadas.