6 de novembro de 2016

HOLOCAUSTO DE QUEM?

video

Esta menina afro alemã pode dar boa lição a muita gente que vê com displicência o que vem acontecendo do outro lado do Atlântico. Querem acabar com o berço da civilização cristã.

O bravo precursor do revisionismo no Brasil, S.E.CASTAN, já lançava esta pergunta em seu livro “HOLOCAUSTO” DOS JUDEUS OU DOS ALEMÃES? Nunca ficou comprovado que tivesse havido um planejado extermínio dos primeiros. Na falta de provas, seus prosélitos conseguiram criminalizar as opiniões divergentes em muitos países.

A cada dia fica mais evidente que está em desenvolvimento um sinistro projeto de transformação da sociedade humana, com motivações das mais escusas. Assim como eliminaram fronteiras, querem eliminar culturas. Massas humanas são movimentadas ao redor do globo. Povos são espantados de suas terras nativas a fim de que desestabilizem outros. Tradições, costumes, moral e ética, tudo é deformado, enxovalhado. A mentira e a enganação passaram a ser o padrão vigente. Por mais que se nos apresentem sinais tecnológicos de progresso, na verdade estamos andando a passos largos para trás.

Não devemos este processo ao acaso. Já comentamos aqui como foi planejada a derrubada das três últimas casas imperiais europeias. A invasão migratória que está acontecendo agora no velho continente foi programada há quase 100 anos. Remember Conde Coudenhouve-Kalergi. Foi ele que desenvolveu a ideia de transformar a raça branca em um misto afro-asiático – sob tutela judaica. As duas guerras mundiais foram ardilosamente produzidas, só quem acredita em história da carochinha ainda acha que o alemão teria sido tão mentecapto de pensar em dominar o mundo.

Na realidade foi o ONZE DE SETEMBRO que deu o tiro de largada para o holocausto final, o holocausto no qual perecerá e se sacrificará essa abominável espécie dos BRANCOS. Ali nominou-se um inimigo fictício, o TERRORISMO, que passou a justificar a desestabilização de uma série de países africanos e asiáticos. Não foram atrás de petróleo, não. O objetivo era outro.

Criaram milhões de desabrigados. Dificultaram-lhes a sobrevivência, destruindo tudo ao seu redor, ao passo que lhes facilitaram o caminho para as plagas europeias, onde as ONGs e os políticos financiados pelos articuladores já os esperavam de braços abertos. É a este suicídio étnico e cultural que a menina aí do vídeo se refere. E isso não vale apenas para a Alemanha.

Toedter

8 comentários:

  1. George Soros e seu plano para o extermínio dos povos
    http://inacreditavel.com.br/wp/george-soros-e-seu-plano-para-exterminio-dos-povos/

    ResponderExcluir
  2. com que entao, de quem foi o holocausto,e o 11 de setembro entranhado em conspiraçao nessas cabecinhas etc etc.o holocausto velhos nazis foi o resultado da vossa acçao essa e que e essa. o principal problema dos velhos nazis e neonazis vai ser a derrota do trump, e com isso toda uma filosofia de ignorancia e burrice muito querida dos nazi fascistas, que sempre foram contra o progresso e os intelectuais, ou nao fossem esses regimes os grandes queimadores de livros e colocados no index pela censura. ser ignorante nos eua e sinal de status ao contrario do sistema europeu onde ser ignorante e sinonimo pejorativo e de burrice, coisa que abunda por aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem é você para vir até aqui falar todas essas asneras???
      Vai estudar e trabalhar seu desocupado!!!

      Excluir
  3. Por que a "afro alemã" não está falando em alemão aos alemães ao invés de inglês quase o vídeo todo? Está preocupada com os alemães brancos por serem alemães e brancos, ou que não terá mais liberdade pra "festar", ter vida tranquila, usar blusinha decotada etc por causa do crescimento islâmico e suas leis? Ela reclama que os alemães não serão mais brancos, loiros e olhos azuis, seu marido assim? Pra salvar os alemães, ela estaria disposta a sair da Alemanha e estimular os africanos a não migrarem pra lá?

    ResponderExcluir
  4. Senhor Norberto,

    Tenho acompanhado seu trabalho e nunca ví uma coisa tão
    estúpida tão imbecil quanto este vídeo. Esta mulher não é alemã.

    "com a política de fronteiras abertas, muitos 'migrantes' entraram
    na Alemanha".

    Inclusive os antepassados desta debil mental, coisa ridícula.

    A Alemanha é preocupação dos alemães natos e não de 'migrantes'.

    Senhor Norberto este texto e este vídeo são lamentáveis.

    Francisco Xavier
    Rio de Janeiro-RJ

    ResponderExcluir
  5. Senhor Norberto,

    Muito obrigado por publicar meu comentário.
    Grato,

    Francisco Xavier
    Rio de Janeiro-RJ

    ResponderExcluir
  6. Senhor Toedter, tenho acompanhado seu trabalho e admiro sua coragem e cavalheirismo em contar o outro lado da História para seus compatriotas. A Verdade não é um assunto desta ou daquele povo ou raça e sim um interesse de todos os povos e nações. Todos temos um inimigo em comum, que nos precipita à guerrear entre si, enquanto eles lucram. Tal foi feito com a Alemanha no passado e no presente. Tal é feito em todas as terras e culturas.
    Acho admirável a atitude desta moça negra em defender a honra dos alemães, já que eles mesmos há tempos são impedidos de fazê-lo, devido a leis brutais nas quais o povo alemão é privado até de se orgulhar dos seus heróis da última Grande Guerra! Qualquer um que tenha se debruçado diante da obra "Holocausto: judeu ou alemão?" de um de nossos valentes brasileiros, S.E.Castan, sabe o quanto é difícil (entenda-se impossível!) a um alemão pós 45 afirmar-se, sem que tenha um sionista na sua cola.
    Por isto mesmo achei muito digna a postura desta mulher. Eis uma negra que não se sente inferior e que fala a verdade. Tenho absoluta certeza que caso um alemão desperto veja este vídeo, ainda que tenha de silenciar (Pois a guerra continua!), no íntimo ele será grato a esta mulher. Pois o velho cavalheirismo típico do Europeu no geral, e do alemão em particular, jamais retribui uma gentileza com uma cotovelada.
    Otima postagem Senhor Toedter. Forte abraço. Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  7. A mulher negra não tem a menor preocupação com a África.
    Esta questão da Alemanha e de responsabilidade dos arianos,
    esta causa não é desta mulher.

    Francisco Xavier
    Rio de Janeiro-RJ

    ResponderExcluir

Escreva aqui o SEU pensamento sobre o assunto. É dispensável repetir o que já é de domínio público. A indicação de links deve ser acompanhada de breve descrição do conteúdo. Mensagens anônimas não são bem-vindas, agressões e baixarias não serão publicadas.