3 de novembro de 2015

METROJET e a BALA PERDIDA?


Mais um avião cheio de passageiros (242) sofre acidente em circunstâncias misteriosas. O número inclui também os tripulantes, mas na hora em que o piloto perde o controle todos viram passageiros. E por falar em “piloto”, já estamos no quarto dia e até agora ninguém descobriu se o piloto foi ao banheiro e o copiloto assumiu o papel principal da jornada suicidando todo mundo. Desculpem o sarcasmo.

Mas não é mesmo revoltante sempre ter novas provas de como estamos na mão de um serviço global de comunicação teleguiado? Note-se que até o momento ninguém traçou um paralelo entre este METROJET russo e o GERMANWINGS alemão. Este último aconteceu há poucos meses, no dia 24 de março deste ano. Deixou muitas dúvidas, principalmente devido ao açodamento com que se determinou e divulgou a causa do sinistro. O New York Times na edição do dia seguinte já informou seu público que o responsável fora o copiloto. A pressa demonstrada por si só denuncia a má intenção. Quem se interessar pode rever maiores detalhes no que escrevi aqui em 29 de maio deste ano sob o título JORNALISMO INVESTIGATIVO.

Fato é que cá e lá podem ser observadas coincidências que chamam a atenção. Ambas as aeronaves não vieram ao chão na vertical, feito pato abatido. No caso do GERMANWINGS noticiava-se que passara a voo descendente de 8 metros por segundo. O METROJET teria descido a 30 metros por segundo. O primeiro encontrou montanhas pela frente e se desintegrou. O segundo baixou numa planície, foi soltando pedaços, mas até as asas ficaram inteiras, aparentemente consumidas pelo fogo. Veja a foto:

Nestes nossos dias temos que buscar notícias na internet. Foi no site >WhatDoesItMean.com< que, também no dia seguinte à queda do GERMANWINGS, Sorcha Faal revelou as manobras aéreas da OTAN que aconteciam na região. Eram comandadas pelo 510° Esquadrão de Combate da USAirForce, que, por sinal, era sediado ali perto na base aérea Aviano na Itália. As manobras incluiriam a simulação de um ataque nuclear. 

Peço que repare na foto acima a trajetória feita pelo METROJET. Parece que inicialmente evita a zona montanhosa e segue a linha costeira. Depois vai em direção ao seu curso definitivo (linha pontilhada vermelha), voando a menos de 50 km da fronteira com Israel. Ali marquei com um ponto vermelho a cidade de Elial, próximo à qual fica a base aérea de Ovda, que, de 18.10 até hoje 3.11.2015, sediou as manobras conjuntas das forças aéreas de Israel, Estados Unidos, Grécia e Polônia (confirme em >theavionist.com<). Quando o METROJET acaba de pegar o curso de 353º alguma “força externa”, como disse o presidente da empresa, provoca a sua queda.

Quem puder deve ficar longe das áreas de tiroteio.
Toedter


10 comentários:

  1. Inicialmente falaram em falha mecânica, depois disseram que teria sido abatido pelo EI com "MANPAD", mas o MANPAD não possui o alcance necessário para abater um avião voando a 30 mil pés, semelhante a narrativa do avião derrubado na Ucrânia.

    Agora a possibilidade é de que tenha explodido no ar por alguma bomba improvisada, o que faria mais sentido, já que inicialmente descartaram a possibilidade de que o avião teria sido atingido externamente.

    O EI assumiu a autoria do atentado, mas até agora não está claro se é um fato ou apenas propaganda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Um facto ou propaganda"

      pergunte ai ao mestre do blog se a verdade não e a que for mais conveniente, neste campo, comunistas nazis e fascistas irmanan-se. Verdade? qual verdade, a argumentação que for conveniente essa e a verdade, ai estas crianças meu deus que ingenuas sao actualmente

      Excluir
    2. Seu comentário exemplifica exatamente o que você está afirmando. A verdade é a que lhe convém, logo, a "verdade" que você procura não está aqui, pois não lhe é conveniente, se assim fosse, estaria fazendo coro ao invés de contestar.

      O máximo que encontrará aqui são opiniões, julgue-as conforme seu entendimento do que é verdadeiro ou falso, e conteste as inconvenientes de acordo com sua opinião.


      Excluir
    3. Na realidade não entendeu e natural, eu explico, a verdade não existe para comunistas, nazis e fascistas, a verdade objetiva não existe, a verdade e a que eles inventarem ou for conveniente, já ouviu falar na propaganda? Estas crianças nascem tao ingenuas e continuam.

      Excluir
    4. Óóó , Grande Mestre Kosher e Profundo Sabedor da Luz de Neon, medite
      https://www.youtube.com/watch?v=S77U1z_cLCE

      Cobalto

      Excluir
  2. Entendi sim, Anonimo, apenas não acreditei que você seria o possuidor da verdade absoluta, detentor de todo conhecimento, juiz e executor do que é verdadeiro. Oh!, Arauto da Sabedoria, ilumina-nos com seu conhecimento, nos tire das trevas da ingenuidade e nos encaminhe a veraz verdadeira verídica verdade objetiva!

    ResponderExcluir
  3. O medo que algumas pessoas tem que se descubra a verdade leva-as a censura, e o oposto da mentira e propaganda.

    ResponderExcluir
  4. Foi um míssil, o mesmo tipo de arma que derrubou o avião na Ucrânia, ato cometido pelos rebeldes russos e o novo ídolo de vocês nazistas patéticos, o Vladimir Putin. Vou te contar uma coisa, alemão canalha: Putin é fã de Stalin (repare em todas aquelas paradas monumentais com um toque comunista) e se dá super bem com a comunidade judaica russa. Putin pode ser um canalha anti-americano, mas saiba que ele e a Rússia não vão mover um único dedo contra nós. Shalom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Putin é pró-Israel, isso explica o que vc disse. Pra ser pró-Israel , só sendo muito canalha, comunista, adorador de genocidas como Stalin.

      Excluir
  5. Sempre a cia e tenda os da malaysian esse os do 11/09 e ainda ha kem de grana a essas empresas lacaias (dugin e putin cultuam a tenda)

    ResponderExcluir

Escreva aqui o SEU pensamento sobre o assunto. É dispensável repetir o que já é de domínio público. A indicação de links deve ser acompanhada de breve descrição do conteúdo. Mensagens anônimas não são bem-vindas, agressões e baixarias não serão publicadas.