8 de setembro de 2015

MERKEL COMETE ALTA-TRAIÇÃO

Ela e seu comparsa siomunista GAUCK (atual presidente da RFA), ambos bem escolados na antiga Zona de Ocupação Soviética. Em tempos normais já teriam sido julgados e condenados por conduzirem o povo, que deveriam defender, à maior desgraça de todos os tempos. Estão dando o maior incentivo à INVASÂO por multidões de alienígenas africanos e asiáticos, das poucas terras que ainda restaram aos alemães. Aliás, não é de hoje, faz tempo que a sociedade vem sendo preparada. IMIgrante passou a ser chamado eufemisticamente de Migrante e sua presença viria “enriquecer” o país. Quem protestava ou advertia era chamado de “nazi” ou “extrema-direita”. Agora os migrantes são chamados de REFUGIADOS e chegam em massa, em nítido processo de OCUPAÇÃO de terra.

Aos assumir o cargo de chanceler da República Federal da Alemanha Angela MERKEL prestou o juramento de praxe:

Eu juro que dedicarei a minha força ao bem-estar do povo alemão, a incrementar os seus benefícios, resguardá-lo de danos, respeitar e defender a Lei Fundamental e as leis da União, a cumprir conscienciosamente minhas obrigações e praticar justiça perante todos.” (Art.56 LF)

Agora diz: Somos responsáveis por vocês, venham todos, aqui terão casa, comida e roupa lavada. O Islã já faz parte da Alemanha(!). Acaba de destinar uma verba de 6 bilhões de Euros, a fim de cumprir a promessa que resumi aqui num dito popular, mas que na verdade inclui sustento completo, até mesmo acomodação e assistência médica. O presidente GAUCK bate na mesma tecla.

Antecessores de Merkel falavam diferente. Assim Willy Brandt, chanceler entre 1969 e 1974, disse em uma declaração de governo: “Em nosso meio trabalham quase 2,5 milhões de pessoas de outras nacionalidades. Passou a ser necessário refletir cuidadosamente sobre quando se esgota a nossa capacidade de acolhimento e quando a racionalidade social e responsabilidade impõem uma parada!” Já HELMUT SCHMIDT (1974-1982) foi peremptório: “Com muito mais de 4 milhões de estrangeiros exauriu-se a capacidade de aceitação da sociedade, se quisermos evitar problemas muito grandes.” Em outras ocasiões SCHMIDT falou: “Foi um erro trazer tantos estrangeiros.” E ainda em novembro de 1981: “Não podemos digerir (aguentar) mais estrangeiros, isso vai acabar em morticínio.”

A própria MERKEL, quando ainda era candidata ao cargo de chanceler, assim se expressou: “A sociedade multicultural fracassou.” Como é fácil deduzir, agora ela está seguindo ordens de terceiros e deve estar de acordo com que tudo acabe em MORTICÍNIO, como falou seu antecessor.

Coincidiu que ontem, 7.9.2015, a mídia nos apresentou declarações de três primeiros-ministros europeus sobre o número de refugiados que esperam, ou que pretendem receber:
MERKEL (Alemanha) espera receber este ano 800.000
Hollande (França) aceita receber por ano 12.000
Cameron (Inglaterra) vai receber por ano 4.000

Havia um acordo na União Europeia que obrigava a ficar com o refugiado o país pelo qual ele entrava no continente. Merkel o ignorou achando que era um orgulho para os alemães o fato de todos terem o seu país como destino.

Quem leu até aqui já deve estar começando a desconfiar de que há algo de podre nesta história toda. Nunca houve, senão quando deportados – como o foram os mais de 13 milhões de alemães depois da II GM - tamanha movimentação humana se deslocando das mais diversas e distantes regiões em direção a um mesmo destino. Só a mente mais obtusa não reconhece a ORGANIZAÇÃO que rege o processo. É perfeitamente possível identificar alguns detalhes muito estranhos:
* Quem tem que fugir, abandonar o seu lar, sem saber quando e se vai voltar, leva um mínimo de BAGAGEM, as coisas mais necessárias. Entretanto, o máximo que se viu nas imagens divulgadas é cá e lá uma mochila.
* Hoje, depois de alertada para o erro que cometera, a mídia está mostrando imagens onde se destacam mulheres e crianças, porém na verdade 70 a 80% são HOMENS jovens e fortes. A maioria demonstra ser bem nutrida e bem vestida, o que não costuma ser o caso de quem foge de uma guerra.
* A massificação, a determinação das rotas, os meios, tudo faz supor que alguém os conclamou, alguém os incitou e alguém está arcando com as despesas.
* É impressionante o número de SMARTPHONES de que eles dispõem. Servem não só para que se orientem, como também para que recebam ordens, pois não?
* Não demonstram a falta de segurança que seria própria de quem enfrenta o desconhecido. Ao contrário são exigentes, batem o pé, reclamam, desconhecem as autoridades dos países que atravessam.
* NINGUÉM percebe, muito menos os alemães lobotomizados, que existem mais de 200 países no mundo, alguns enormes, a maioria com menor densidade habitacional, países que poderiam melhor acolher os realmente necessitados. NINGUÉM acha estranho que MUÇULMANOS fundamentalistas procurem abrigo numa cultura totalmente diferente, em lugar de buscar a salvação na RICA e PRÓXIMA ARÁBIA SAUDITA .

Há poucos dias vazou a informação do serviço secreto austríaco de que todo este movimento de “refugiados” está sendo organizado por mãos americanas.

Caros amigos, a Europa está a perigo! A chanceler alemã não está defendendo os direitos do seu povo. O que vem acontecendo lembra muito a “Primavera Árabe” e todas as suas consequências.

Toedter

30 comentários:

  1. 3ª Guerra Mundial esta em curso, só que ao invés de invasões, infiltrações. Um processo lento e gradual de esfacelamento cultural, que vai levar a humanidade a tempos tenebrosos. Triste ver uma população lobotomizada não se insurgir contra o óbvio que salta os olhos. Será que a Fenix ressurgirá das cinzas, ou como cinza, esta fadada a ser dissipada pelos ventos da história?....

    ResponderExcluir
  2. Alemanha: Novos requerentes de asilo recusam dar seus dados pessoais e exigem direitos permanentes (!) (!).
    http://michael-mannheimer.net/2014/12/07/deutschland-neu-asylanten-verweigern-angabe-ihrer-personalien-und-fordern-dauerndes-bleiberecht/

    Cobalto

    ResponderExcluir
  3. Uma boa notícia entre tantas ruins é que a petição contra a entrada de emigrantes na Inglaterra atingiu seu número necessário para seguir uma medida prática:

    Petition
    Stop allowing immigrants into the UK.

    Parliament will consider this for a debate
    Parliament considers all petitions that get more than 100,000 signatures for a debate

    Passaram das 121,000 assinaturas o que obriga o Governo a considerar a medidas cabíveis!

    https://petition.parliament.uk/petitions/106477

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tambem deveria ser assim em Portugal mas ......

      Excluir
  4. Anônimo disse... Bom dia senhor Toedter,

    melancólico para o povo Alemão, o que essa bruxa, megera e demais adjetivos apropriados, esta fazendo dentro da nação. Me parece processo em marcha, porém parece acelerado agora a destruição deste povo e, de maneira interessante, por dentro. Este parecem resignados, o que me parece estranho. Esses lixos comunistas (merkel e gauck) e os demais que estão ocultos, serem julgados, condenados e encarcerados pelos horrendos crimes que cometem, contra aqueles que pretensamente deveriam representar e defender. Irônico, os europeus em geral parecem anestesiados e o pior as decisões acerca da ocorrência, vem de fora. Como pode? Pobre Alemanha, pobre Europa.

    Abraços

    Clovis Eichler

    ResponderExcluir
  5. Esqueçam a Alemanha, esse povo e país não existem mais desde que se renderam em 45. Talvez fosse melhor ter lutado até a morte como os japoneses ( declararam que lutariam até o último japones, mas as bombas covardes mudaram isso) do que viver como escravo. Estavam sendo eliminados a conta gotas, a guerra nunca acabou para os judeus, agora a eliminação parece que será mais rápida.

    Há 50 milhões de alemães étnicos no país, receberá 800 mil esse ano e 500 nos próximos.
    Se considerarmos que cada refugiado é homem em idade fértil trará suas famílias e há incentivo absurdo a miscigenação ( na alemanha chegam a colocar um complexo de culpa por racismo na mulher jovem se ela rejeitar um negro) teremos mais 5 milhões de estrangeiros no país em pouco tempo.

    Os jovens alemães étnicos serão preteridos( homem branco é frutinha), os migrantes farão a fortuna dos empresários judeus e ao mesmo tempo com a taxa de natalidade baixa dos alemães étnicos possivelmente esse povo desapareça em uns 30 anos, ainda nessa vida veremos o fim do povo alemão.
    Quiseram se render, agora aguentem.

    ResponderExcluir
  6. Da minha parte como colaboração ao seu artigo, Norberto, segue tradução de artigo judaico mostrando como eles fomentam uma coisa para a Europa e EUA e outra para eles próprios, os judeus:

    A Europa acolhe os imigrantes, Israel tenta manter eles fora – por Benjamin Sales
    http://nazismo-verdades-e-mentiras.blogspot.com.br/2015/09/a-europa-acolhe-os-imigrantes-israel.html

    ResponderExcluir
  7. Uma curiosidade: Entrem no g1 e vejam os últimos artigos sobre essa crise escritas pelo colunista Helio GUROVITZ (atenção ao sobrenome). O mesmo chama de xenófobo o presidente da Hungria (Viktor Orban) por não querer seu país invadido por imigrantes, e saúda a traidora Merkel.

    Links: http://g1.globo.com/mundo/blog/helio-gurovitz/post/o-dever-de-obama-na-crise-siria.html

    http://g1.globo.com/mundo/blog/helio-gurovitz/post/quem-e-o-premie-xenofobo-da-hungria.html

    ResponderExcluir
  8. Faltando poucos dias para 14 de setembro, quero desejar a todos, um FELIZ ANO NOVO !

    Que o ano de 5776 seja de paz, amor, sucesso, e boas noticias, para todos.

    Torcer e lutar para que o Brasil saia da difícil crise que está passando atualmente.

    E também fica a torcida, para que neste ano de 5776 vejamos por aí menos ódio, preconceito, intolerancia, racismo, mediocridade, inveja , e teorias de conspiração. E mais estudo, trabalho, dedicação, bem querer, e boas ações.

    Abraço a todos !

    Roberto - SP

    ResponderExcluir
  9. Liderança judaica na invasão da Grécia e de toda Europa – por David Duke
    http://nazismo-verdades-e-mentiras.blogspot.com.br/2015/09/lideranca-judaica-na-invasao-da-grecia.html

    Presidente Assad chama de falsa a coalisão Anti-ISIS – por David Duke
    http://nazismo-verdades-e-mentiras.blogspot.com.br/2015/04/presidente-assad-chama-de-falsa.html

    ResponderExcluir
  10. Merkel e seu lacaios do parlamento são traidores sim! Lá o controle Sionista da mídia não permite um levante popular mas nós descendentes devemos alertar conhecidos, amigos alemães que lá residem que tenham uma movimentação! Duro é que qualquer contrariedade chamam estes de "novos nazistas"l!
    RRMüller

    ResponderExcluir
  11. Não sei o motivo de tanto drama... A Alemanha bem como a Europa foi conquistada pelo Cristianismo, depois pelo Judaísmo e agora caminha para o Islamismo, como não conseguem enxergar que tanto os muçulmanos quanto o próprio povo alemão tem o mesmo inimigo! Na situação que Alemanha se encontra, a vinda de muçulmanos em idade militar é como um presente de Allah para sua libertação.

    "Oh, Alemanha, que teve seus filhos efeminados e suas filhas desonradas, acolha-os (Mujahidin) em seu seio, seus dias de servidão estão contados."


    "Schools in Muslim areas of the city simply won't invite Holocaust survivors to speak any more."

    http://www.telegraph.co.uk/news/worldnews/europe/sweden/7278532/Jews-leave-Swedish-city-after-sharp-rise-in-anti-Semitic-hate-crimes.html

    Quem mais teria coragem de fazer isso? Os lobotomizados da Alemanha que não, tão pouco a minoria consciente, pois temem. Mas claro, a Alemanha atualmente sofre de Síndrome de Estocolmo e não mediria esforços em defender seus mestres.

    A cultura Alemã não está em risco, pois a mesma não existe há um bom tempo, o que existe é uma cultura nova cozinhada especialmente para os goyim, que todos aqui conhecem bem.

    A Alemanha atualmente não tem nada a perder a não ser seus grilhões.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado leitor anônimo!
      Guerra religiosa é guerra do passado. O que está acontecendo é guerra moderna, cuidadosamente planejada desde há muito tempo. Não há interesse em conquistar territórios, nem implantar religiões. Segue-se à estratégia de desativar todas as possíveis resistências ao plano e objetivo maior: Preparar o terreno para a Nova Ordem Mundial. As nações europeias entraram na fase de descartáveis e devem ser desestabilizadas. Para tanto, nada melhor que uma guerra civil e as devidas intervenções com bombardeamento a distância. Se aceitável esta tese, seria natural que tudo começasse pela Europa Central, ou seja, pelo que restou da Alemanha depois de duas GM. Recomendo que procure conhecer o texto gravado no monumento construído no século passado, perto de Atlanta nos EEUU, por patrocinador desconhecido. É chamado de GEORGIA GUIDE STONES.

      Excluir
    2. Caro, Norberto.

      Tem razão, guerras religiosas são do passado, e talvez não haja interesse em conquista de territórios ou implantação de determinada religião, porém assim como o Cristianismo apoderou-se da Europa pagã, e mais tarde foi engolido pelo Judaísmo Messiânico Secular, surge agora uma outra variável, variável esta que já estava anulada desde os anos 20. O despertar do Islã, que cresce na Europa de forma rápida, e em teoria, posa mais como um empecilho do que como facilitador da agenda da Nova Ordem Mundial.

      Tenho ciência que muitos destes grupos que se revoltaram no Oriente Médio, recebem treinamento e são financiados pelo Ocidente e países vizinhos interessados no resultado do conflito. Mas estes mesmos grupos possuem seus ideais e sua própria agenda, que já ficou clara com a declaração do Califado. Não é de hoje que grupos insurgentes são usados como ferramentas pela política geoestratégica americana. Vimos isso no Afeganistão contra a Rússia, e novamente esta carta é utilizada para frear a influência Russa na região. Quando o regime Soviético expulsou os judeus de seus principais postos, a Rússia tornou-se o novo vilão. Não é por acaso que Putin hoje é apresentado como "novo Hitler".

      Para desestabilizar a Europa, bastaria seguir inflamando a Ucrânia contra a Rússia, o que funcionaria muito bem, pois não vimos exatamente a mesma tática contra a Alemanha a partir da Polônia?

      Os Muçulmanos representam uma ameaça a nova cultura propagandeada pela mídia, representa uma ameaça ao sistema financeiro da usura, e principalmente, uma ameaça a Nova Ordem Mundial. É a única força capaz de deter o avanço da agenda, e possui o ânimo necessário no âmago da própria religião.

      Podemos ver claramente na onda de sentimento antissionista que toma conta da Europa onde o Islã está presente. Diferente do europeu idiotizado, o Muçulmano conhece bem o inimigo e não se intimida por discursos politicamente corretos, até mesmo porque o mesmo goza de certa imunidade, dentro do mesmo (politicamente correto), na Europa.

      O que deu errado na empreitada dos que promovem a agenda, foi pelo fato que o Muçulmano quando chegou em território Europeu, ao invés de ficar vislumbrado pela nova cultura que o "livre europeu" goza, abraçando ela e vivendo como o "livre europeu", ele se manteve fiel a sua religião e seus costumes, da mesma forma que os judeus preferem viver em guetos, a abraçar a nova cultura que eles mesmos promovem.

      Se os judeus estão deixando a Europa e perdendo a influência, não é devido ao despertar do Europeu, mas ao Muçulmano. Isso é um obstáculo a agenda e será combatido pela mídia através da Islamofobia, que é encabeçada por parlamentares Sionistas, como Geert Wilders, e pela mídia Sionista no geral. Concordo que isso geraria uma guerra civil, mas isso ocorrerá se e somente se, o europeu comprar a propaganda sionista, como Breivik o fez.

      Quanto ao monumento das Pedras Guias da Georgia, algo me intriga, pois fala em Nações, e que todas as Nações "possam legislar internamente". O que difere um pouco da Nova Ordem que pede a anulação das fronteiras, o que por consequência anula as nações, sob a égide de um governo mundial centralizado, responsável tanto pela legislação, quanto pela força militar.

      Excluir
    3. Lamentavelmente não posso me deter e manter aqui uma conversação em separado, o que em outras circunstâncias muito me agradaria. Apenas quero dizer que o que na sua opinião parece um "despertar do Islã" nada mais é do que uma instrumentalização de grupos de muçulmanos por parte de forças hegemônicas, que os fazem servir aos seus interesses. Já no que diz respeito à Nova Ordem, é difícil prever como será organizada administrativamente. Já existem "Nações" com autonomia minimalizada.

      Excluir
    4. Compreendo perfeitamente, Norberto. O espaço é limitado para um assunto complexo, e não estamos em um fórum de discussões. Acompanho suas postagens desde os tempos do blog UOL (se não me falha a memória).

      Sabemos que o Cristianismo e suas vertentes já foram anulados por design, assim como o Islamismo foi. A diferença está no crescimento do Islã frente a decadência do Cristianismo no Ocidente. Se esse crescimento foi planejado visando um choque cultural, foi bem feito, pois a cultura nova é incompatível com o Islã, até mesmo com o Cristianismo, mas esse último é mais tolerante.

      Seguindo essa linha, é necessário substituir o Cristianismo tolerante por algo mais incisivo, como o Islã, para gerar conflito. Porém, mais fácil seria inflamar um Cristianismo extremista por infiltração.

      Ao trazer o Muçulmano, haverá o conflito naturalmente, porém será necessário inflamar o outro lado para combatê-lo sob pena de despertar o Nacionalismo e o próprio Cristianismo, o que seria um tiro no pé.

      Se eu estiver errado, então fizeram uma cartada de mestre, pois irão demonizar o inimigo dos Sionistas ao mesmo tempo que angariam apoio entre os Europeus para lutarem ao lado de Israel, minando a simpatia que resta aos Palestinos na Europa, esvaziando o Oriente Médio enquanto exportam os judeus, vítimas da hostilização Muçulmana na Europa, para ocuparem o território evacuado, e enfim, construir "Eretz Israel".

      Da mesma forma que correm o risco despertando forças que com muito zelo foram postas em sono profundo na Europa, correm também ao bagunçar o Oriente Médio.

      Nova Ordem Mundial nas palavras de Ben-Gurion na revista Look de 1962.

      https://seeker401.files.wordpress.com/2010/10/cropped1uc.jpg?w=497&h=838

      Um abraço!

      Excluir
    5. Não existe despertar do Islã.

      O império otomano foi atacado em 1914 pelos Rothschild que fizeram essa guerra para forçar França e Inglaterra a tomarem a Palestina, então eles compraram desses países as terras que hoje é Israel.

      A Alemanha sempre foi o principal empecilho para o domínio judaico então foi atacada em 14 e na segunda guerra, os Judeus de nova yorque não se importavam com os do leste europeu e forçaram Stalin a mandar os remanescentes de campos de trabalho forçado ( nunca houve solução final) para Israel.
      Israel é uma farsa formada por uma população praticamente de eslavos convertidos da Polônia e Rússia.

      Então Israel por meio de seus lacaios americanos implantou a monarquia de Saud justamente para controlar o Islã sunita e impedir estados prósperos e seculares no oriente médio. O nacionalismo árabe de Nasser foi destruído e dele hoje resta apenas a Síria.
      O interesse de Israel é criar divisões sectárias entre todas as religiões e etnias do oriente média balcanizando a região. O que seria melhor que isso do que controlar uma seita terrorista poderosíssima como o atual ISIS ?
      Os americanos criaram Bin Laden e a Al Qaeda para tirar os russos do Afeganistão são eles os engenheiros de tudo.

      Para dividir e enfraquecer os países do jeito que os judeus de nova yorque querem ( como fizeram na Sérvia) é preciso muita violência para causar as migrações forçadas - é para isso que eles criaram o estado islâmico.

      Excluir
    6. Concordo, Klaus. Exceto com a primeira frase.

      O Islã é a religião que mais cresce no mundo, e é o inimigo natural do Sionismo. Esse levante Muçulmano contra regimes seculares ou xiitas, instalados pelo Colonialismo Inglês, que impediam o surgimento de um Califado, estão sendo varridos.

      Vimos esse termo renascer com o Estado Islâmico, a al-Qaeda como você mesmo disse, criada, treinada e financiada pelos americanos, sauditas e paquistaneses, não possuía ambições de um Califado, era nacionalista.

      Com a guerra no Iraque, grupos insurgentes se filiaram a ela, (al-Qaeda da Mesopotâmia). O Conselho dos Mujahideen que reunia grupos insurgentes sunitas sob liderança da al-Qaeda da Mesopotâmia, tornou-se o Estado Islâmico do Iraque. Com a guerra na Síria, migraram, formando o Estado Islâmico do Iraque e da Síria. Esses grupos entraram em contenda com grupos insurgentes nacionalistas sunitas no Iraque, como o Ansar al-Sunnah, com a própria al-Qaeda e na Síria com a principal filiada da al-Qaeda (Jabhat al-Nusrah) e com os próprios insurgentes Sírios.

      O Estado Islâmico é diferente da al-Qaeda, sempre teve sua autonomia e seus objetivos de estabelecer um Califado sem fronteiras. A declaração de guerra do "líder" da al-Qaeda, Ayman al-Zawahiri evidencia essa separação "ideológica" entre os dois grupos.

      O Califado do Estado Islâmico não utiliza dinheiro impresso criado do nada com juros embutidos, pelo contrário, utilizam o ouro como moeda, o Dinar Islâmico.

      https://www.youtube.com/watch?v=s8s3XZFgHWc

      O Dinar do Estado Islâmico tem mais valor que o dólar e qualquer moeda impressa, cujo lastro é o "ar". Sem mencionar o fato que seus Bancos não cobram juros. Prelúdio para a prosperidade, livre da escravidão do Sistema Financeiro Sionista.

      Se os judeus de NY tem como objetivo dividir a região, estão fazendo errado, pois já estava dividida e bem controlada, agora o O.M está se unindo sob um Califado, o que por consequência tem um efeito inflamante sobre todos Muçulmanos.

      Excluir
    7. O líder do Califado é um agente do mossad...

      https://www.youtube.com/watch?v=TaH9LyYGjbk

      Excluir
    8. Pois é, Anônimo, hoje em dia todos são agentes do Mossad, inclusive, penso eu que você também é um agente do Mossad, que revoltado com a organização, resolveu denunciar o projeto ISIS através do anonimato, e digo mais, Toedter é "oposição controlada" pelo Mossad também...

      Essas alegações são no mínimo teorias conspiratórias, as mesmas teorias também dizem que Hitler era um agente a serviço da causa Sionista.

      Diz, teoria semelhante a do Abu Bakr, que Hitler foi financiado, doutrinado e treinado na oratória para criar um ambiente hostil aos judeus, pois segundo Theodor Herzl, fundador do movimento Sionista moderno, Austríaco, (perceba a ligação Sionista da Áustria entre Hitler e Herzl) a criação do Estado Judeu só seria possível com a perseguição aos judeus em solo Europeu, de modo que, inseguros, buscassem segurança na "terra prometida".

      Hitler então quebra a estabilidade dos judeus na Europa, trazendo a insegurança necessária para a causa Sionista andar, ao mesmo tempo que favorece a saída dos judeus para a Palestina, tudo isso em sincronia com as autoridades Sionistas. O exemplo mais notável disso é o Acordo Haavara.

      Então Hitler recebe sinal verde para iniciar guerra na Europa, desde que poupasse Isra... digo, a Inglaterra... Qualquer semelhança com as teorias sobre o EI, não é mera coincidência.

      "Porque com conselhos prudentes tu podes fazer a guerra"

      Excluir
    9. Poucas vezes li tanta bobagem neste blog, mas o anônimo 1 está certo, Abu Baghdadi é um agente, há provas de seu envolvimento com o serviço secreto inglês e o mossad.


      Não espantaria nada a cúpula do ISIS ser totalmente judaica, os americanos, digo sionistas, tiveram tempo desde 2003 para armar a situação presente.
      __

      Quanto a Hitler e sionismo, Hitler em primeiro lugar era um herói de guerra que deu o sangue pela Alemanha.
      Nunca aceitou as propostas no decorrer da guerra para trocar de lado e abraçar o projeto sionista, Hitler era moral demais para aceitar conchavos.

      O viés judaico na mídia atualmente é tentar abafar.

      A criação de dezenas de "teorias da conspiração" as mais ridículas possíveis sobre reptilianos, iluminati, etc... tudo isso tem por objetivo desviar a atenção e ridicularizar como absurdas quaisquer denúncias acerca de um poder secreto que visa dominar o mundo.

      Se reclamam dos Mavs pagos do PT imagine os Mavs sionistas espalhados pela rede, Mavs não, censura total mesmo.

      Mas de tramóia em tramóia Israel está aí, e a europa desde lá apenas sofre e é destruída, roubada.

      Excluir
    10. "Os judeus estão por trás de tudo!!"

      Santa Klaus acredita tanto nessa ideia que qualquer discurso oposto é tachado de obra dos "mavs Sionistas".

      "Censure, Toedter! Censure esse anônimo, por favor! É um judeu Sionista, Mav, Hasbara, Sayanim, Troll, que está por trás do monitor!"

      O mundo é bem mais complexo para ser confinado na ideia binária de judeus x gentios. Poderes que visam dominar o mundo sempre existiram, não é exclusividade dos judeus. A abordagem judaica de domínio mundial é apenas mais uma entre elas.

      Como relata um artigo no NY Times de 1940 em que a Nova Ordem Mundial seria destinada aos judeus como reparação pelo que sofraram:

      "NEW WORLD ORDER PLEDGED TO JEWS"

      http://query.nytimes.com/gst/abstract.html?res=9B03EFDC1639E23ABC4E53DFB667838B659EDE#

      Temos também os anglo-saxões, Católicos Romanos, Muçulmanos, Franceses, Portugueses, Espanhóis, Gregos, Mongóis, Comunistas... Cada um com seus projetos a sua época.

      "Ah, mas todos esses povos foram administrados por Sionistas, e se você discordar é porque é um Sionista pago!"

      Bom, nada posso fazer em relação a isso... Teorias de Abu Bakr ser um agente Sionista tem o mesmo peso que as teorias reptilianas ou de Hitler como agente Sionista, descritas acima. Inclusive no mesmo vídeo postado pelo anonimo, tem como fundo a palavra AshkeNAZI e os símbolos do comunismo, nazismo, e Israel...

      A não ser que você me mostre algum documento ou relatório comprovando a ligação de Abu Bakr com MI6 ou Mossad, (como os documentos que deixarei abaixo) tais alegações não passam de teorias levantadas, vale lembrar também que o holocausto está repleto de "provas".

      http://www.activistmagazine.com/images/stories/government/carter_79-1581.jpg

      http://www.activistmagazine.com/images/stories/government/carter_79-1579.jpg

      O fato é que o poder político Sionista não é tão forte quanto parece, a maioria dos países europeus apoiam a causa Palestina, inclusive dentro das fronteiras de 1967. Isso se deve a constante pressão política exercida por muçulmanos na Europa.

      O poder Sionista reside na nova cultura despejada nos Europeus através das mídias, universidades... Esta sim consiste na mais forte ferramenta Sionista. Ferramenta capaz de transformar toda uma sociedade, moldando conforme o desejo daqueles que sabem manipula-la.

      Mas estamos nos distanciando do assunto da postagem do Toedter, termino por aqui, pois preciso receber meu pagamento da JIDF.

      https://www.youtube.com/watch?v=3F0Xx-oQKsU

      Excluir
    11. Anônimo escreveu:

      Santa Klaus acredita tanto nessa ideia que qualquer discurso oposto é tachado de obra dos "mavs Sionistas".

      "Censure, Toedter! Censure esse anônimo, por favor! É um judeu Sionista, Mav, Hasbara, Sayanim, Troll, que está por trás do monitor!"

      Mas estamos nos distanciando do assunto da postagem do Toedter, termino por aqui, pois preciso receber meu pagamento da JIDF.

      __

      Evidente que o anônimo não tem condições intelectuais e conhecimento para debater, sua intenção é causar discórdia aqui.

      Toda essa ironia e agressividade em nada agregam, apenas sujam o debate, e no fim das contas sua mensagem é : o poder sionista não é tão forte assim, os judeus não estão por trás das tramas, isso é teoria da conspiração...

      Poucas buscas no google já encontrariam sobre Baghdadi, tem fontes sérias, até o Snowden o denunciou:

      http://www.voltairenet.org/article185364.html

      http://www.blacklistednews.com/snowden_confirms_that_al_baghdadi_was_trained_by_mossad%3F/36743/0/38/38/y/m.html

      Só para exemplo.

      Podem ter milhares de faces, métodos diferentes, não importa; o que importa é que se desmascare a realidade do poder Sionista, causador de toda desgraça no mundo desde 1945.

      Tudo o que se falar além disso é despiste e conversa para boi dormir.

      Excluir
    12. Klaus,

      Creio que houve um desentendimento nas mensagens, minha ausência intelectual está proporcionalmente ligada a sua incapacidade interpretativa. Caso não seja o caso, passamos ao debate.

      Evidentemente não estou aqui para causar discórdia, mas se você entende por discórdia tudo aquilo que vai de encontro ao que você acredita, então, repito, nada posso fazer.

      Você fala em debate, mas qual debate? Qual debate é este que pede a censura? Qual debate é possível se você censura o contraditório? Não vejo nenhuma diferença entre sua atitude e a dos Sionistas que censuram toda contrariedade calando seus opositores.

      A censura é salutar se os comentários impedem o debate, se tem única intenção de insultar e em nada acrescentam ao tema. Toedter está em constante contato com tais comentários e certamente teria identificado e censurado o meu comentário na primeira postagem.

      Estou aberto para o debate mesmo com toda minha falta de "conhecimentos e intelectualidade para debater", estou disposto a realizar esse esforço Homérico para debater com sua inteligência superior, mesmo eu não sendo digno de ousar debater com alguém possuidor de tamanho intelecto e conhecimento.


      Agora sim você traz algo que possa ser debatido, pois sua postagem possuiu tudo aquilo que você me acusa de ter feito em minha resposta.

      Infelizmente não consegui acessar o link do voltairenet, está fora do ar, o segundo apenas faz alegações, sem nenhum documento. Onde está o documento que confirme o que Snowden supostamente teria dito? Por que o mesmo não revela? Não seria ele o paladino da transparência?

      Como o mesmo iria revelar um documento que não existe? Ou Snowden é também um agente Sionista? Então está explicado porque ele não revela...

      Veja esses tweets de Greenwald:

      https://twitter.com/ggreenwald/status/498480195368935424
      https://twitter.com/ggreenwald/statuses/497058967026429953

      "Mas Greenwald é judeu Sionista!" Ah...

      Ainda estou a procura do tal documento, se encontrar deixe o link.


      Não nego que os Sionistas possuam poder, eles de fato tem um grande poder, mas não é nenhum Colosso, a maior parte deste poder é bravata, é gritaria, é censura, e está perdendo força.

      Onde está o poder Sionista que permitiu na Espanha e em outros países Europeus que derrubassem a Lei que criminaliza o holocausto? Onde está o poder Sionista de Itagiba que não consegue aprovar a Lei que criminaliza o holocausto no Brasil? (inclusive tem que buscar apoio da bancada evangélica) Onde está o poderoso ladrão de gravatas? Onde está a guerra americana de Netanyahu contra o Irã? "Oy vey, eles estão fazendo um acordo! Precisamos de mais Lobby! Chame o Shlomo Shekelstein!!"

      Se o Sionismo é um Colosso como dizem ser, não passa de um Colosso dos pés de barro.

      No mais eu concordo, Klaus, mas sua atitude agressiva de tachar opiniões adversas como "bobagens de mavs Sionistas" e clamar por censura, é velha conhecida tática, e veja que ironia, dos mesmos mavs Sionistas...

      Excluir
    13. "Não nego que os Sionistas possuam poder, mas não é nenhum Colosso, a maior parte deste poder é bravata, é gritaria, é censura, e está perdendo força."

      Realmente, não tem como haver debate.

      Perdendo força e destruíram todos os seus inimigos um por um, a começar pela França Monarquica, A Rússia, o Império Alemão, Japão... tudo isso foi demolido.
      Então de posse total da europa e USA demoliram seus adversários no oriente médio.
      O tal projeto europeu é apenas uma acomodação kalergiana um projeto de federação continental, chefiada pelos de sempre, os vencedores da 2 guerra.

      Mataram Saddam( que meteu scuds em Tel Aviv), Kadafi( que não usava dólares), Chavez( que maldisse israel) pegou câncer... até agora só o Hezbollah e o Iran não caíram, talvez as últimas resistências, mas uma hora vão cair.

      Sinceramente, nem merecia resposta,não gosto de debochados, mas aproveito a situação para debater e falar com os demais leitores .
      Recomendo também um pouco mais de estudo sobre o projeto europeu, já vive no admirável mundo novo e nem sabe, nem sabe.

      Excluir
    14. Não há debate pois você não quer debater, o debate que você quer é o debate dos Sionistas, ninguém debate apenas concordam.

      Debate sobre o holocausto:
      "6 milhões morreram nas câmaras de gás?
      -Sim!
      -Sim, eu também concordo!"

      Impérios vêm e vão, não há nada de anormal nisso, até mesmo o plano Sionista está fadado ao fracasso.

      Mas se o poder Sionista é tão grande, tão implacável, não resta o que debater. Facilitemos as coisas para nossos Mestres, afinal, nosso destino é servir não é?

      “Goyim were born only to serve us. Without that, they have no place in the world; only to serve the People of Israel,”

      http://www.jta.org/2010/10/18/news-opinion/israel-middle-east/sephardi-leader-yosef-non-jews-exist-to-serve-jews

      Não perca seu tempo respondendo, já estamos condenados. Algum dia se você achar o documento do Snowden, poste aí.

      Excluir
  12. A Ralé da África? O que a política e os 'media' não dizem sobre a maré de refugiados – por Udo Ulfkotte
    http://nazismo-verdades-e-mentiras.blogspot.com.br/2015/09/a-rale-da-africa-o-que-politica-e-os.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essas migrações em massa sempre foram realizadas pelos desenhadores de fronteiras.

      O engraçado é os resultados "frutos do acaso" que surgem a cada redesenho:

      Em 1918 destruíram o império otomano. Não sei porque as terras perto de Jerusalém foram vendidas a escroges.

      Em 1933 tentam convencer Hitler a tomar partido pela causa da "terra santa". O Fuhrer se mantém fiel aos árabes e lhe é declarada guerra em 1933 mesmo.

      Em 1945 em diante levas de refugiados de guerra do leste europeu são enviadas para as terras compradas em 1918...

      __

      Atualmente levas de povos são movidas e divididas em grupos étnicos e radicais. Os estados seculares árabes defensores da causa palestina vão sendo destruídos um por um.
      Kurdos começam a ser separados de sírios, sunitas de xiitas, tudo isso feito pelo grupo Estado Islâmico - que surgiu após a invasão americana no Iraque...
      O plano Yinon prevê a divisão e repartição dos países fronteiriços à terra prometida em pequenos pedaços:

      http://www.orientemidia.org/plano-yinon-do-governo-israelense-para-balcanizar-o-oriente-medio/

      A maré de refugiados destrói a identidade dos países europeus e ainda por cima é capaz de formar um "governo Sírio no exílio" a ser implantado pelos rebeldes quando vencerem a guerra contra Assad.

      Outra possibilidade é a formação de militâncias terroristas nos países europeus ( controlada pela Arábia Saudita - portanto por Israel) que viverão em um regime de medo que justificará a mão forte do governo controlando de cima todos os cidadãos.

      Excluir
  13. Sr. Toedter:

    Mais um excelente artigo do tenente-coronel Brandão Ferreira sobre esta questão da migração invasiva para a Europa. Como nos anteriores, muitíssimo além da mídia ordinária que nada explica.

    http://novoadamastor.blogspot.com.br/2015/09/migrantes-um-problema-humanitario-ou.html

    Augusto Landini.

    ResponderExcluir
  14. Alemanha: Epidemia de Estupros Perpetrada por Migrantes – por Soeren Kern
    http://nazismo-verdades-e-mentiras.blogspot.com.br/2015/09/alemanha-epidemia-de-estupros.html

    ResponderExcluir

Escreva aqui o SEU pensamento sobre o assunto. É dispensável repetir o que já é de domínio público. A indicação de links deve ser acompanhada de breve descrição do conteúdo. Mensagens anônimas não são bem-vindas, agressões e baixarias não serão publicadas.