17 de abril de 2015

INDOMÁVEIS

Eles existem, os indomáveis.
Conceitos tais como LIBERDADE e IGUALDADE são despejados qual aguaceiros sobre o planeta, mas aqui contribuem em nada, tudo frases ocas. Assim são desde que foram inventadas naqueles famigerados dias do fin de siecle jacobino. Tudo uma falácia. Uma canção tradicional apareceu no mesmo século 18 na Alemanha dizendo “OS PENSAMENTOS SÃO LIVRES” (Die Gedanken sind frei). Isto, enquanto você os cultivar lá no escondidinho da sua massa cinzenta, porque na hora de ser externado o pensamento vira OPINIÃO. Com opinião você não pode ferir, matar, roubar, pois, mesmo assim, por ter opinião você pode ser perseguido e punido. É que alguém com opinião diferente é mais “igual” que você e pode cercear a sua “liberdade”. Já houve época assim, em que era perigoso ter opinião, chamava-se INQUISIÇÃO. Hoje vivemos tempo parecidos. Entretanto existem os que não aprendem, ou seriam eles indomáveis? Este HORST MAHLER é um deles:


Desde 2009 ele está na cadeia e vai ficar, condenado que foi, até 2021. Doze anos em meio! Quando sair terá 85 anos de idade. Isso está acontecendo na Alemanha onde a lei fundamental garante o direito a opinião falada, escrita e em imagem e assegura que não haverá censura. Mahler era advogado, perdeu também o direito ao exercício da profissão. Quando viram que estava escrevendo livros, tiraram-lhe o computador. Mas Mahler não para. Em mensagem contrabandeada para fora do cárcere na recente páscoa ele diz que espera que os seus conterrâneos comecem a acordar do estado de coma vegetativa em que se encontram. Chama a atenção para o fato de que o objetivo de guerra dos inimigos não foi alcançado com a derrota militar do Reich alemão. Este só seria atingido quando do assassinato da alma do seu povo e, para que isto fosse conseguido, várias condições teriam que ser atendidas, entre elas: A guerra, que continuava, deveria lhe parecer paz. O alemão teria que ver no inimigo um amigo e teria que lhe ser sugestionado um complexo de culpa que lhe impossibilitasse para sempre de ter orgulho de si mesmo. Teria que ver no “povo eleito” uma vítima inocente de ódio irracional e da inveja e estar disposto a toda sorte de penitência. Uma sempre crescente propaganda de mentiras deve transformar a cosmovisão nacionalsocialista em produto do inferno que o faça suar frio só de nela pensar.

Os indomáveis, eles existem! Já tivemos o nosso: Siegfried Ellwanger Castan, lembram?

Toedter

15 comentários:

  1. Teremos mais indomáveis!

    A cosmovisão nacional socialista ariana fornecida a juventude hitlerista:

    http://nazismo-verdades-e-mentiras.blogspot.com.br/2014/06/a-educacao-da-juventude-hitleriana-por.html

    Saudações!

    ResponderExcluir

  2. Hendrik Möbus... Perseguido na Alemanha, pensou que passaria incólume ao buscar refúgio no "lar dos bravos e terra dos livres", mas foi capturado na Appalachia pelo exército americano.

    Wenn Walküren Reiten - Absurd

    https://www.youtube.com/watch?v=entI_fVB4Ks




    ResponderExcluir
  3. Ah, meu velho amigo Siegfried! Que saudades! Agora você está no Walhalla!
    Vocês deveriam tê-lo conhecido, um típico bonachão, tipo personagem de alguma oktoberfest. Mesmo diante das maiores adversidades, sempre manteve um bom humor e satirizava a respeito da perseguição que sofria naquela época! Apreenderam seus livros e queriam queimá-los, pois tais livros afrontavam os poderosos conquistadores do mundo! Que bela "democracia"! O último baque que sofreu foi devido à crença numa justiça que também se prostituiu diante do poderio econômico e político vigentes! Ele enganou-se, pois outrora ainda tinha vivido num Brasil ético e moral! Hoje, não há mais nada disso. A corrupção ética e moral está infiltrada em tudo!
    Um verdadeiro GUERREIRO que poderia usufruir do dinheiro que havia ganho numa vida inteira de labor, contudo, empregou todos os seus recursos em busca da verdade e da justiça! O senso de dever e justiça ardiam e irradiavam, majestosamente, deste grande homem!
    E do outro lado estava o ladrão de gravatas...

    Nos vemos no Walhalla, meu velho amigo!

    ResponderExcluir
  4. Realizado em Victoria - Londres, o encontro foi, segundo especialistas, o maior evento de negadores do Holocausto que a Grã-Bretanha já viu, com palestrantes convidados de Espanha, Canadá e Estados Unidos.

    http://www.dailymail.co.uk/news/article-3045115/Nazi-invasion-London-EXPOSED-World-s-Holocaust-deniers-filmed-secret-race-hate-Jews-referred-enemy.html#ixzz3XiE1cjoj

    Castan continua vivo.

    Cobalto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não existem "negadores" do holocausto, pois algo que nunca existiu não pode ser negado, simplesmente, não existiu!

      "Negadores" é um termo pejorativo utilizado pelos historiadores oficiais em relação aos revisionistas.

      Excluir
  5. Este vídeo apresenta a maior parte da informação contida no ensaio de Mark Weber "Os Julgamentos de Nuremberg e do Holocausto." Esse ensaio pode ser recuperada aqui (clique no original). A base jurídica, processual e factual dos Julgamentos de Nuremberg é contestada tanto no vídeo como no ensaio.

    Muitas das observações feitas sobre as falhas do processo de Nuremberg também podem ser feitas vis-à-vis as Julgamento de Tóquio. De Richard Minear livro Victors "Justiça expõe como os métodos duvidosos aplicadas à liderança alemã deposto foram reaplicadas para condenar aqueles que foram julgados em Tóquio.

    Na verdade, os "precedentes legais" produzidos pela aplicação de ex post facto lei em Nuremberg, que foram muitas vezes baseadas em boatos e confissões obtidas sob tortura, foram repetidamente citada pela acusação durante o processo Tóquio.

    http://nonalignedmedia.com/2015/04/the-injustice-of-the-nuremberg-trials/
    --------------------------
    Da Grã-Bretanha Daily Mail , um pró-sionista rag gossip auto-professos, foi o autor de uma peça escandaloso de propaganda ranking manchando um grupo de céticos do holocausto e ativistas da liberdade de expressão que se reuniram em Londres em 11 de abril.

    "Simpatizantes do nazismo, negadores do Holocausto e seus simpatizantes de todo o mundo têm realizou um comício segredo doentio na Grã-Bretanha onde oradores desencadeou violentos anti-semitas, referindo-se aos judeus como" o inimigo "e" filhos das trevas '", escreve o Daily Mail em sua boa-fé bateu peça.

    O Correio da retórica hostil e pejorativa para com revisionistas é nenhuma surpresa, considerando-se o papel está dominada por judeus sionistas, de acordo com um dos seus principais editores.

    "[T] urante o meu tempo no Mail," o do Correio da Cidade Editor e orgulhoso sionista judeu Alex Brummer reconheceu , "a lealdade do papel para Israel ... nunca vacilou." Ele acrescentou que o pessoal especificamente judeu no papel tem sido "alimentada e promovido ... em cada departamento editorial. "Soa muito como nepotismo, mas essas práticas estão bem em uma sociedade onde os judeus são elevados ao status sacrossanto de semideuses e onde o seu racismo em relação aos não-judeus é oficialmente sancionada pelo Estado.

    A reunião revisionista em Londres, realizada no Grosvenor Hotel, destaque da Espanha Pedro Varela, da América Mark Weber, do Canadá Paul Fromm, o bispo Richard Williamson da Grã-Bretanha, e outros patriotas que discutiram o revisionismo, o estado da liberdade de expressão no Ocidente e os acontecimentos políticos recentes.

    http://nonalignedmedia.com/2015/04/pro-zionist-media-slanders-revisionistfree-speech-conference/

    Cobalto

    ResponderExcluir
  6. eh eh eh, é isso mesmo grades com eles. A democracia é para democratas. boa estadia e quanto mais longa e penosa melhor. Tem sorte viver no regime que vive, na ideologia que ele defende havia gravata de corda,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é coprófago.. aqui tens mais liberdade de expressão (não se pode dar toda pois nas chances que lhe ofereceram tanto aqui como no meu blog fizeste uma sujeira inútil e mal intencionada) do que nós temos nas mídias como Folha de São Paulo, Estadão e até em jornais europeus!

      Até nisso és um errante!

      Excluir
    2. Ó pazinho deixa la que isso é urticaria coça-te que passa

      Excluir
    3. Oh, pequenos narigudos mentirosos e imundos, sem seu dinheiro sujo vocês nada são!

      O dia da corda cedo ou tarde chegará para desmentir o$ escolhido$ por deu$!

      Sieg Heil!

      Excluir
    4. Nós temos calma e nem a idade vos perdoamos, seja com 90 ou cem anos estais sempre a tempo de julgamento, com a certeza que não levareis gravata de corda nisso somos civilizados em relação a trogloditas, mas a choldra é o vosso destino para apodrecer os ossos. Mentes doentias não podem andar a solta.

      Excluir
  7. Sobre o Castan... O primeiro livro sobre o assunto "Revisionismo" que li foi dele... Certa feita, na biblioteca pública de minha cidade, um colega de escola me apresentou à obra.

    ResponderExcluir
  8. Sr. Toedeetr:


    Para entender melhor a condenação de Horst Mahler e a aparente contradição entre a esta, por delito de opinião, em um estado dito “democrático” é preciso lembrar do fato de que a Alemanha perdeu a sua soberania desde a derrota sofrida há 70 anos passados e da deposição do almirante Donitz (1891-1980) – o último governante legítimo do país – em 23.05.45.

    1. A atual RFA não é um estado soberano nem de fato nem de direito.

    2. Não possui uma constituição, mas somente uma “Lei Fundamental” que é segundo as palavras de Carlo Schmidt (1896-1979) – jurista, professor de direito internacional e deputado pelo SPD em vários mandatos -: um estatuto da ocupação aliada.

    3. Em pronunciamento radiofônico no dia 08.09.48, o mesmo jurista – anunciando a criação da RFA – deixava claro que ela não seria uma entidade política soberana, mas apenas “uma forma de governança de uma modalidade do domínio estrangeiro”, ou seja, um arranjo político-institucional feito pelos vencedores para gerir os territórios e a população alemã remanescente.

    4. Tampouco celebrou tratados de paz com os países que a combateram na II GM.

    5. Também não é reconhecida como país soberano por nenhuma instância internacional. O ingresso na ONU só foi possível graças a um estatuto especial criado com esta finalidade.

    6. Cerca de 80 mil soldados estrangeiros - a maioria norte-americanos - estão presentes em território alemão englobados como tropas da OTAN. Nenhum país pode se dar ao luxo de ter tal presença militar estrangeira e ainda se considerar como tendo soberania.

    Augusto Landini.

    ResponderExcluir
  9. Com o poder de mobilização, sr. Toedter e demais navegantes, que a internet possibilita, urge, para os que AINDA primam pela liberdade, pela justiça Apolítica e, por conseguinte, pela sobrevivência da espécie - uma paralização mundial, seja fazendo greve, no trabalho, no consumo, no transporte.... um congresso de grafiteiiros e congêneres sobre tal questão.... para defender A VERDADE HISTÓRICA CIENTÍFICA, O RESTABELECIMENTO DA SOBERANIA ALEMÃ, ATÉ UMA INDENIZAÇÃO ÀS INJUSTIÇAS DECORRENTES DO IMORAL TRATADO DE VERSALHES E DA BALELA CANONIZADA COMO HISTÓRIA OFICIAL

    Injustiça é como Dengue, ainda que lá longe, um dia torna-se epidemia, se não for combatida.

    „Recht hat wenig Sinn, wenn es die Freiheit nicht schützt.“ O DIREITO É INÓCUO, SE NÃO PROTEGE A LIBERDADE – (Thomas Dehler – deutscher Politiker, 1897-1967)

    http://inacreditavel.com.br/wp/alemanha-passara-a-representar-cidadaos-israelitas/

    Alea jacta est

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apoiado, quero ver quantos são, venham eles

      Excluir

Escreva aqui o SEU pensamento sobre o assunto. É dispensável repetir o que já é de domínio público. A indicação de links deve ser acompanhada de breve descrição do conteúdo. Mensagens anônimas não são bem-vindas, agressões e baixarias não serão publicadas.